quinta-feira, dezembro 19, 2013

O CHUMBO ÓVIO

O chumbo da chamada convergência das pensões, aliás já esperado por quase todos, teve reacções diversas das quais saliento a de Marco António Costa, membro do PSD que por ser ainda relativamente jovem, nos deixa de boca aberta.

O chumbo pelo Tribunal Constitucional da medida analisada, junta-se a diversas outras deste governo que parece disposto a desafiar o TC e o texto da Constituição Portuguesa, mas MAC pensa de outro modo.


Marco António Costa vem assacar responsabilidades ao PS, que todos conhecem e que mereceram resposta em eleições, mas não reconhece erros ao PSD. Não sei como não se lembrou de culpar D. Afonso Henriques por “bater” na mãe,D. João I e a padeira de Aljubarrota por terem corrido com os castelhanos, D. Sebastião por não ter voltado numa manhã de nevoeiro, ou D. João IV por ter libertado o país do jugo dos Filipes, mas deve ter sido por falta de conhecimentos históricos…  

2 comentários:

São disse...

A reacção desta criatura foi inqualificável e cheia de ameaças veladas!!

Bons sonhos

Kruzes Kanhoto disse...

Não gosto de cortes. Escrevo contra eles há vários anos. No entanto espanta-me que não se possa cortar aos pensionistas e possa - na boa, sem reclamações de maior - tirar o abono de família a quem ganha a fortuna de 800 euros...

O Cavaco, por exemplo, não podia ver a pensão reduzida? A Assunção também não? Ou, até mesmo, um reformado que ganha 3 ou 4 mil euros? E são muitos, muitos, muitos... Eu sei que os cruzeiros são importantes mas, que diabo, educar os filhos também.