domingo, agosto 11, 2013

CORTINA DE FUMO



Toda estar estrumeira com que estamos a ser brindados, com o pestilento caso dos swaps, não abona nada em proveito dos políticos do governo actual e dos anteriores, que de um modo ou de outro têm culpas no cartório. Por isto e porque nunca se pode subestimar os políticos, existe algo mais que se pretende ocultar com tanto esterco.

Uma das coisas que mais danos pode causar a este governo é a percepção do que pode resultar dos cortes anunciados nas pensões e as ditas rescisões amigáveis conjugadas pela requalificação (despedimento) de funcionários públicos. Estes assuntos são bombas que podem explodir nas mãos do governo e dos partidos que o suportam.

Houve um expediente crucial nesta estratégia de diversão da opinião pública, mais importante ainda do que a novela suja dos swaps, que foi deixar de fora dos cortes nas pensões, entre outros, os magistrados. Com esta excepção, muito calculada, os juízes do Tribunal Constitucional ficaram pressionados pelo executivo, pois se não chumbarem as medidas todos dirão que foi por terem sido excepcionados nos cortes, mas se os chumbarem serão acusado de serem uns privilegiados a quem se terão de cortar muitos privilégios para além dos cortes que foram exigidos a todos.
 
Além duma cortina de fumo temos também uma enorme pressão sobre o TC visando a aprovação de mais um pacote de medidas lesivas dos interesses da maioria dos cidadãos.


Sem comentários: