sexta-feira, maio 10, 2013

ISTO NÃO É UM GOVERNO



Os cidadãos votam e por essa via escolhem quem acaba por nomear todos os membros do governo, a começar pelo 1º ministro. O governo responde perante o povo e perante os seus eleitos (o Parlamento), devendo ser julgado segundo o cumprimento das suas promessas e do seu programa eleitoral, e sobre a sua acção em prol dos cidadãos, e em respeito da Constituição.

O executivo de Passos Coelho não reúne nenhuma das condições expostas no parágrafo anterior, mas ainda consegue fazer pior, que é ignorar a vontade do povo, e obedecer a instituições exteriores que acabam por se sobrepor ao interesse nacional.

Depois da troika agora vem a OCDE mandar mais uns palpites, todos eles na direcção de destruir o Estado social que ainda temos, deixando um país que empobrece a cada dia que passa, cada vez mais deprimido e à beira de convulsões sociais que já começam a desenhar-se em todos os sectores da sociedade.

Os cidadãos não elegeram o governo para este ser uma emanação de interesses estrangeiros, nem para verem os seus direitos sociais extintos, o que não foi nunca uma promessa eleitoral. O pais inteiro está a ser destruído por um governo incompetente, que mentiu ao apresentar-se ao eleitorado, e que está mais interessado em servir interesses estrangeiros do que os dos seus cidadãos.



3 comentários:

São disse...

Além disso, se o estudo é encomendado à OCDE (não sei porque razão) , qual o motivo de ser Passos a ter que ir a Paris?!

E depois vêm falar em cortar reformas, apoios sociais e ordenados porque estamos num asituação de emergência?!

E o idiota de Boliqueime consente nestas trafulhices todas só porque o Governo é PSD?!

Abraço

maceta disse...

direi apenas: repugnante !

cumpts

MARIA disse...


Uma viagem a Paris cai sempre bem!
O Passos, coitado, está a precisar de alguma distração!!Tem andado tão atarefado a lixar a vida aos portugueses...!!!