segunda-feira, fevereiro 04, 2013

A LIMITAÇÃO DE MANDATOS



Em Portugal as leis servem para ser contornadas, como se pode constatar todos os dias, quer por pessoas quer por empresas que podem contratar os grandes gabinetes de advogados, que em muitos cassos estiveram envolvidos na elaboração das leis.

No caso da lei da limitação de mandatos, está a preparar-se mais um dos atropelos “legais” da lei, perfilando-se já diversos autarcas que atingiram o limite de mandatos, como candidatos a autarquias diferentes como se isso não fosse um claro atropelo ao espírito da lei.

Não sei o que vai ser decidido pelo Tribunal Constitucional neste caso absolutamente claro de inconstitucionalidade, mas a demora da apreciação da constitucionalidade do Orçamento de Estado para 2013, não auguram nada de bom, mas espero estar completamente enganado, pelo bem deste país e da Democracia.



3 comentários:

Metalurgia das letras disse...

"Por cá o nosso novo presidente do senado já é um velho conhecido". Tudo como Dantes... Só o povo pá! paga!

São disse...

Incrível!

Portugal está cada vez mais a saque de criaturas sem verginha alguma.

Boa semana

O Puma disse...

O povo é quem mais devia ordenar