sábado, janeiro 26, 2013

ESTRATÉGIA POUCO INTELIGENTE



Parece que um perito do Instituto Alemão para a Investigação Económica (DIW), considerou que a estratégia de reduzir os custos do trabalho exclusivamente através da redução dos salários, não está de acordo com a aposta da União Europeia, que preconiza uma aposta no crescimento inteligente.

O senhor Christian Dreger foi suave nas palavras, porque já todos tínhamos percebido que a estratégia de Vítor Gaspar não era a mais inteligente, e que o corte cego nas remunerações só nos conduz à recessão, a mais desemprego e ao aumento da dívida nacional.

A inteligência não tem abundado nas decisões do executivo, e é por isso que só eles é que se sentem surpreendidos pelo enorme aumento do desemprego e pela queda das receitas dos impostos, apesar do aumento das taxas. O merceeiro da minha rua já tinha chegado à conclusão destes resultados, e não se proclama génio da economia, como o Gaspar.



2 comentários:

Anónimo disse...

Inteligência, ou falta dela, é uma das mais graves lacunas deste governo.
Bjos da Sílvia

Pata Negra disse...

O importante é que já podemos ir aos mercados para nos endividarmos mais, eles já toparam que estamos dispostos a ser escravos só para podermos pagar juros.
Um abraço nem por isso burro