quinta-feira, novembro 22, 2012

CHANTAGEM INDECENTE



É conhecida a sanha com que este governo e a maioria parlamentar que o apoia se lança contra os funcionários e contra os serviços públicos, que nas suas palavras são sempre a causa dos nossos problemas económicos.
Agora foi António Pires de Lima, destacado membro do CDS, que veio dizer que os impostos podem vir a sofrer um aumento em 2014 se o peso do Estado não for repensado.

Não será apenas com mais cortes nos serviços do Estado e nas prestações sociais que se garantirá a sustentabilidade do Estado social, até porque se sabe que a origem dos nossos problemas económicos foi da má governação dos últimos trinta e tal anos. Não será cortando no Estado social numa altura em que ele é mais necessário, como agora, que as coisas melhoram.

António Pires de Lima sabe muito bem que quanto mais serviços do Estado forem entregues a privados, mais caros serão os serviços prestados e maiores terão que ser os impostos a cobrar, pois o Estado ficará reduzido apenas às receitas dos impostos. Talvez Pires de Lima desse falar dos submarinos, do BPN, das PPP’s, da destruição dos sectores produtivos, como a agricultura e as pescas nos anos dourados do cavaquismo, e nas incorporações das pensões dos bancários para as quais não temos agora provisões.

A estratégia de virar os trabalhadores uns contra os outros, público versus privado, já está gasta, e o desmantelamento do Estado não evitará que os executivos continuem a colocar boys em tudo que seja estrutura.

Por último convém dizer que este governo não tem legitimidade para fazer a discussão apressada sobre que tipo de Estado social querem os portugueses, sem um referendo ou sem se sujeitar a votos com um programa que o preveja. Qualquer encenação sobre essa discussão feita a mata-cavalos, não será mais do que uma fantochada para enganar tolos.


Coelho dixit

4 comentários:

Anónimo disse...

Deve ser dos vapores da fermentação. Esse senhor e outros da mesma jaez querem fazer um golpe de Estado com a tal pseudodiscussão das funções do Estado.
Bjos da Sílvia

elvira carvalho disse...

Falando de chantagem ouvi outra à momentos. Se o tribunal constituicional declarar que o orçamento é incontituicinal, o governo não tem condições para continuar e abandona o barco
Um abraço e bom fim de semana

São disse...

Estes tipos são piores que ladrões de estrada!!!

Tudo de bom

maceta disse...

o que esta seita quer é baixar o nível salarial para baixo, bem baixo... estão a arrasar a vida normal do cidadão e do país.
cumpts