quarta-feira, outubro 10, 2012

TRABALHO DE CAMPEÕES



A cada comunicação deste governo os cidadãos cada vez mais arrepiados, porque não só se anunciam mais medidas de austeridade como também se deixam portas abertas para outras mais num futuro próximo.

Esta semana fomos brindados com declarações de Miguel Relvas, que disse que os despedimentos na Função Pública são muito mais reduzidos que o avançado na imprensa, ainda que sem avançar nenhum número, o que pode querer dizer que 49.999 despedimentos já seria um número aceitável.

Outra ministra que também quis deixar o seu testemunho foi Assunção Cristas que disse que o governo está a trabalhar intensamente para limitar subida do IMI, quando o seu enorme aumento foi anunciado … pelo governo.

Poder-se-ia dizer que apenas tiveram intervenções desastradas, mas na verdade todo o executivo é um desastre completo. Desde que tomou posse Passos Coelho fez tudo o que condenou, o contrário do que prometeu e em dose reforçada tudo o que a troika impôs.

Não se pode dizer que o governo não esteja à frente dos parceiros da zona euro, porque já estamos em 3º lugar no desemprego, no pódio da carga fiscal sobre os rendimentos do trabalho, e em 1º lugar nos cortes salariais no Estado. Para o ano prevê-se mais um lugar da frente nos despedimentos na Função Pública e a subida no ranking da recessão, e no do aumento da dívida pública.

Deve ser por trabalharem tão “intensamente”, como diz a ministra Cristas, que o executivo consegue fazer tanta coisa mal e tanto mal a muita gente. 


3 comentários:

Anónimo disse...

Campeõs da asneira e da roubalheira.
Lol

AnarKa

Daniel Santos disse...

Está a trabalhar intensamente para sermos os primeiros no desemprego.

O Puma disse...


Imperdoavel é

a indiferença