domingo, setembro 30, 2012

AGENDA POLÍTICA


Uma das coisas que mais custa a engolir por parte daqueles que votaram PSD/CDS é o facto de existir uma agenda política, caracterizada pela defesa de quem já tem muito em detrimento de quem tem pouco, que é a maioria dos portugueses.

A velha dicotomia capital/trabalho está bem presente na accção política deste governo, que tudo tem feito para transferir dinheiro do factor trabalho para o do capital, como foi bem patente com aquela trapalhada da TSU. Podia também falar no agravamento do IRS e nos benefícios fiscais a grandes empresas, mas é apenas mais uma redundância.

Um dos exemplos que está na ordem do dia é o do carros de alta cilindrada, daqueles que passeiam os membros do governo, que por acaso continuam a ter uma grande procura, pelos ministérios e pelos grandes grupos económicos, e onde o Estado perde 1440 euros por cada viatura, em impostos.

A raia miúda paga para que os traseiros de quem muito tem, se possam passear em viaturas de alta cilindrada, enquanto a maioria dos portugueses conta os tostões que resultam do seu trabalho, ou da sua reforma, caso sejam ainda dos que não fazem parte da larga legião dos que nem trabalho têm.

Com mais medidas de austeridade no horizonte talvez seja altura dos portugueses se questionarem se querem continuar a ser "espremidos" enquanto outros continuam a ser poupados ao esforço e à contenção.

««« - »»»
Fotografia by Palaciano

2 comentários:

São disse...

Mas com o trabalho que esta gente tem e com o sacrfício que fazem em aturar um povo em que até os empresários não são inteligentes, estas criaturas merecem tudo e só não serão santificadas por atacado porque João Paulo II já morreu.

Bom resto de domingo

Anónimo disse...

Se os "meninos" que estão no poder não estão dispostos a governar para o povo então só podemos é correr com eles usando todas as armas que estão ao nosso alcance.
Bjos da Sílvia