sábado, agosto 18, 2012

POLÍTICAS DE EMPREGO?


Quem não se recorda das críticas feitas por Passos Coelho, Paulo Portas e de outros membros dos dois partidos que formam a maioria que nos (des) governa, num passado recente em que estavam na oposição?

Mesmo os mais distraídos devem recordar-se, mas o mesmo não acontece com essa gente que levou o país a taxas de desemprego nunca vistas, mas que não se sente responsável pela situação. Críticas e promessas na boca de políticos, não passam de tretas.

E o que dizer do emprego que ainda existe? Insegurança absoluta e ordenados cada vez menores. O trabalho temporário mais do que duplicou e já atinge a maioria dos portugueses, em percentagens muito acima da média europeia, pelo que as alterações às leis do trabalho apenas visaram precarizar o emprego para diminuir os salários, e isso não é bom para economia, como já se percebeu.

O dinheiro atirado para o bolso do patronato, que foi anunciado como uma ajuda à criação de emprego, é apenas mais um bónus para os maus patrões, e mais um desfalque à Segurança Social, que vai ficando cada vez mais pobre.

««« - »»»
Humor e Desemprego 


3 comentários:

Metalurgia das letras disse...

Estão a engordar os "Dumbos" (elefantes) as custas do povo. Uma politica treiteira que engana mais do que produz. Desse jeito, Portugal não decola...

São disse...

Antigamente, a culpa era de Sócrates e ninguém falava no contexto internacional.

Agora a culpa continua a ser da herança deixada por Sócrates , mas já se fala na crise internacional!!

Bom fim de semaana

maceta disse...

agora, já se desculpam mais com a macro-economia, e vão dando mais uns coices no SocaS... vamos ver as desculpas finais destes incompetentes oportunistas.

cumpts