quarta-feira, agosto 08, 2012

CAMPAÍNHAS DE ALERTA


Numa altura em que as primeiras figuras do governo estão a banhos, eis que surgem as segundas tentando marcar terreno, ou fazendo uma prova de vida, com uma descoordenação evidente e com alguns disparates à mistura.

Não sei se os governantes leem jornais, mesmo estando de férias, mas seria bom que aproveitassem esta pausa para meditarem sobre a real situação da maioria dos portugueses.

Aos poucos começam a tornar-se evidentes os inconvenientes da actual política de preços dos transportes públicos, que lançaram para a exclusão inúmeros idosos e dificultaram ainda mais a vida dos pais dos estudantes e de muitos que têm que se deslocar para os empregos e que auferem salários próximos do mínimo nacional.

Outra realidade é a do endividamento das famílias e das empresas que não para de aumentar, provando-se que as medidas de austeridade foram além do que é suportável.

É claro que as lojas que vendem artigos de luxo estão a facturar em grande, mas essa é a evidência de que é cada vez maior a assimetria na distribuição da riqueza, que é a prova de que nem todos são chamados a pagar a crise segundo as suas possibilidades, e isso devia envergonhar quem está no governo.

««« - »»»
Humor na Crise

2 comentários:

Anónimo disse...

Eles já começaram a adoçar a boca à bófia, para terem as costa defendidas, não vá o pessoal ter ideias...
Lol

AnarKa

Metalurgia das letras disse...

Eles estão a amarrar a economia para enfrentarem futuras crises? Resta saber se ela sobreviverá até a data.