sexta-feira, julho 27, 2012

PAÍS POBRE OU POBRE PAÍS?

A mim sempre me ensinaram que a maior riqueza dum país eram os seus cidadãos, mas isso foi num tempo em que as pessoas eram consideradas como seres humanos e não meros números que adornam as estatísticas. 

Dizem por aí que o país evoluiu e que temos que nos adaptar ao progresso e que as estatísticas ajudam os governos nas suas decisões, que também estão sujeitas às regras da economia do mundo globalizado onde nos movimentamos. 

Talvez seja eu que esteja desactualizado e que não creia que se possa governar ligando apenas a números, que me parecem demasiado abstractos quando desligados da realidade. A situação que vivemos é o exemplo perfeito do desajuste entre a realidade vivida e a realidade dos números esgrimidos pelo governo. 

Conforme disse o presidente da Rede Europeia Anti-Pobreza na Europa, com “umas contas um bocadinho diferentes, poderíamos verificar que uma parte substancial da população portuguesa, mais de 50% provavelmente, está em risco de pobreza devido ao impacto da crise a partir de 2009”. 

Passos Coelho bem pode gritar que não está a exigir demais aos portugueses, porque a realidade desmente-o, e infelizmente já há fome em Portugal, e muita gente que já não consegue aceder aos cuidados de saúde, à educação e até a uma vida digna por ter rendimentos demasiado baixos ou não ter mesmo quaisquer rendimentos. 

As pessoas não são números, e por mais dados económicos favoráveis que o governo possa apresentar, o que conta é a realidade que todos podemos ver ao nosso redor, às portas dos centros de emprego e junto às entidades que fornecem ajuda social a cada vez mais portugueses, que vão subsistindo com a ajuda da solidariedade dos que ainda podem contribuir apesar das dificuldades.

Humor e Pobreza

3 comentários:

Pata Negra disse...

Como eu costumo dizer, a ideia destes tipo é: quanto pior viverem as pessoas, melhor vai o país.
Um abraço rico

Metalurgia das letras disse...

Por haver solidariedade é que ainda não perdi por completo as esperanças no futuro dos homens...

C Valente disse...

Saudações amigas e bom fim de semana