sábado, julho 21, 2012

CURIOSIDADES DA TUGALÂNDIA

Enquanto o governo ensaia uma ridícula dedução no IRS do IVA pago na restauração, cabeleireiros e mecânicos, o nativo vai fazendo contas e rapidamente chega à conclusão que nunca conseguirá deduzir os míseros 250 euros, por mais desgovernado que seja. 

Fazendo bem as contas, talvez algum dos grandes gestores, futebolistas profissionais ou grandes merceeiros deste país consigam abichar a tal dedução na sua totalidade, e são quem menos necessita. 

Já me veio à ideia que o fisco, perante a inutilidade da lei e atendendo ao desinteresse das pessoas pela medida ridícula, irá tentar sacar verbas multando os consumidores por não exigirem as tais facturas, pois é o meio mais fácil de arrecadar massas, castigando os consumidores. 

 Em conversa com alguns amigos surgiu uma outra explicação que não é de todo descabida, que tem a ver com o facto de ser agora mais compensador, em termos remuneratórios, ser-se electricista ou serralheiro do que engenheiro ou doutor em humanidades, pelo menos aqui em Portugal. 

Será que existe aqui algum espírito de vingança, ou será apenas que as ideias do governo são todas de má qualidade como neste caso?

««« - »»»
Humor - Palhaçada

1 comentário:

maceta disse...

por aqui eles que não contem que eu lhes faça o trabalhinho...

cumpts