quinta-feira, maio 03, 2012

JUSTIÇA E TRISTE FIGURA

Enquanto assistimos às discussões estéreis de alguns dos protagonistas da Justiça em Portugal, entre os quais a própria ministra, vai ficando enraizado na mente dos cidadãos que a nossa Justiça não funciona, ou que pelo menos não funciona quando os acusados têm dinheiro. 

A corrupção em Portugal é grande, e não estou a falar de amendoins, mas sim de coisa grande, de coisa de tubarões, mas condenações é coisa que não se vê. Dizem-nos que é por causa das leis, pelo excesso de garantismo, e até por falta de pessoal, mas o que é certo é que não se conhecem condenações. 

Um dos casos mais recentes e que causa pelo menos estranheza é o da condenação de Ricardo Sá Fernandes por “gravação ilícita” de conversa com Domingos Névoa, conversação essa que embora explícita não serviu para condenar o dono da Braga Parques. É formidável esta interpretação do Tribunal da Relação de Lisboa, que não admite a gravação como prova de um possível crime, mas a admite para condenar o autor da mesma. 

Eu tive um professor, há muitos anos, que dizia com muita frequência que as leis foram feitas para se alterarem quando deixam de nos (comunidade) ser úteis.
««« - »»»
Humor - Reciclagem 

««« - »»»
Foto - Flor Pequenina

3 comentários:

elvira carvalho disse...

Tinha razão o seu professor. Mas as leis são feitas pelos grandes e daí saiem sempre em protecção deles. E o povo vive como o mexilhão. LIXADO
Um abraço

Metalurgia das letras disse...

Existem coisas que nunca poderiam ser recicladas, entre elas estão os políticos sob a pena de contaminar o que ainda resta de bom em uma sociedade.

São disse...

Meu caro, infelizmente, Portugal está minado por dentro!!

Mas acabará , de certeza, esta situação

Boa noite