sexta-feira, abril 20, 2012

EXCESSOS

Quando se olha para o ecrã da televisão e se vê um forte aparato policial onde nem faltam escudos, viseiras e armaduras, pensa-se logo em actos terroristas ou em perigosos bandos armados, mas pode não ser nada disso.

Quando prestei mais atenção à notícia fiquei a saber que se tratava de um despejo duma escola que tinha estado ao abandono e que tinha sido ocupada por voluntários que gratuitamente ali proporcionavam gratuitamente diversas actividades lúdicas e de ocupação de tempos livres à população.

As imagens que a comunicação social foi disponibilizando dão uma ideia muito clara do excesso de zelo das forças da ordem e uma inexplicável destruição de equipamentos que estavam no interior do edifício.

Há perguntas que ficam sem resposta, pelo menos por agora, como: porque é que houve este despejo, depois do tempo que esta escola esteve ao abandono, e se existia uma real necessidade de o fazer neste momento.

O que justifica todo este aparato e toda esta operação? A perigosidade dos ocupantes da escola, ou o perigo para a saúde pública?Algum dos ocupantes esteve envolvido no caso BPN?


Destruição
Proporção

5 comentários:

Anónimo disse...

O poder autoritário dos velhos tempos está a despontar e a mostrar os dentes. Temos que lhes partir as dentaduras...
Bjos da Sílvia

São disse...

Já soubera através de outro blogue.

Alguém do BPN ou dos submarinos ali seria salvaguarda: a polícia nem se mexeria!!

Boa noite

elvira carvalho disse...

Claro que não amigo. Esses são tratados como senhores, andam nas palminhas das mãos.
Mas eu já tenho dito muitas vezes. Aos governos não interessa gente culta. O povo deve ser o mais ignorante possível para que não se revolte. Por isso não interessam espaços que ensinem algo e ainda por cima gratuito.
Um abraço e bom fim de semana

Anónimo disse...

Cuidem-se, que a reacção anda por aí...
Lol

AnarKa

maceta disse...

a rapaziada está a preparar-se...

cumpts