quarta-feira, março 28, 2012

O LIBERALISMO TUGA

Temos um governo assumidamente liberal, que contudo não se exime de ser protecionista em relação a certos interesses económicos privados.

Uma das notícias que chama a atenção para este protecionismo é a relativa aos juros cobrados à banca pelos empréstimos ou garantias estatais, que vão desde os 0,2% aos 0,5%, enquanto que os juros cobrados a um simples contribuinte quando se atrasa a pagar uma coima ou uma taxa são de outra ordem de grandeza incomparavelmente superior.

O empréstimo feito pelo troika, a que alguns continuam a chamar “ajuda”, tem juros cerca de 10 vezes superiores, e é essa taxa que tem de ser suportada pelos contribuintes, pelo que é incompreensível este protecionismo de que a banca disfruta.

Outro exemplo do liberalismo deste governo é o que se prepara para a electricidade e para o gás. A defesa do mercado liberalizado, leia-se a garantia de lucro garantido para os fornecedores, é feita através do aumento trimestral dos preços no mercado regulado, para forçar os consumidores a migrarem para o mercado (supostamente) livre e liberalizado.

É simplesmente caricato que as pessoas sejam “empurradas” para os braços do mercado liberalizado, não por factores de verdadeira concorrência, mas apenas porque não têm outro remédio.

Diz-se já à boca cheia que Passos Coelho faz negócios da China, mas quem paga a factura são os portugueses, custe o que custar. Como sempre!

««« - »»»
Humor e Exploração

««« - »»»
Fotografia

4 comentários:

Anónimo disse...

Não acho que o Governo seja liberal, é um caos sem caminho e sem sensibilidade aos dramas das pessoas.

LUIZ

Anónimo disse...

Liberalismo de pacotilha que apenas pretende ocultar quais os interesses que a cambada do poder realmente está a defender.
Bjos da Sílvia

São disse...

Liberalismo desenfreado e um ataque cerrado a quem (ainda) trabalha.

Estou assistindo pela televisão ao dsbate sobre o novo Código Laboral e só me faz lembrar os "contratos" das antigas colónias portuguesas!!

Tudo de bom

Metalurgia das letras disse...

"O governo é tão liberal que deixa o seu povo a morrer sem ao menos querer saber a causa da morte" Estamos morrendo de desgosto"... Por aqui perdemos também Millor Fernandes. O humor brasileiro está em baixa...