terça-feira, novembro 15, 2011

PALHAÇADA

O baixo nível dos nossos governantes começa a transformar a política num circo, tais os números de contorcionismo e de disparates com que nos vão brindando todos os dias.

Ouvir o ministro da Economia a falar numa comissão parlamentar é mais do que penoso. Ele defende o aumento do horário de trabalho dizendo defender o emprego, defende o facilitar do despedimento para aumentar o emprego e acaba a querer comparar as condições de trabalho em Portugal com as da Noruega e da Dinamarca.

O que se ouviu da boca de Santos Pereira é simplesmente inacreditável, porque é um verdadeiro atentado à nossa inteligência ou então um disparate que não se admite da parte dum ministro.

Mas aqueles senhores decidiram levar o coro de disparates ainda mais longe, e ouve-se até um secretário de Estado do Emprego dizer que, “em termos relativos, o montante do salário mínimo não é baixo”.

Não costumo deixar-me levar pela demagogia barata e fácil, mas começo a achar que têm muita razão os que exigem que os nossos governantes deviam ganhar o salário mínimo nacional, porque afinal “até não é baixo”, segundo Pedro Martins.

««« - »»»
Humor no Circo

««« - »»»
Foto - Duo

3 comentários:

São disse...

mas o senhor até tem razão: não é baixo, não senhor! É simplesmente miserável!!

Pena que quem o defende não seja obrigado a viver só ele!!!!!

Bons sonhos.

BlueShell disse...

E vai daí...eles comem ...e nós passamos fome...
E que diabo...já reparaste que vem o ministro da economia "meter o bedelho" em coisas que deviam ser do foro do ministro das finanças?
depois só diz disparates...e o pior...é que os coloca em prática!!!

BJ

Anónimo disse...

Só por curiosidade, eles vão receber os subsídios, ao contrário de muitos governados. Percebes agora porque é que cantam de galarós?
Bjos da Sílvia