terça-feira, novembro 08, 2011

ISTO ERA DE EVITAR

Os nossos políticos não lidam muito bem, com a verdade, especialmente quando chegam ao poder. Antes de serem eleitos parecem ter grandes preocupações sociais e juram ser paladinos da verdade, mas logo que se sentam nas cadeiras do poder, as coisas mudam e muito.

Podia falar das preocupações sociais, ou da falta delas, mas basta ver o descontentamento e as movimentações sociais que já começaram a tornar-se evidentes, mesmo antes das medidas mais gravosas que surgirão a partir de Janeiro, para se perceber que as campainhas de alarme já soaram.

O que era absolutamente desnecessário, e até pouco inteligente, era negar a necessidade de renegociar este acordo feito entre troikas, quando era por demais evidente que a receita estava absolutamente errada e que os prazos e montantes eram completamente irrealistas.

Hoje já se admite a necessidade de renegociar, mas ainda têm rebuço em usar a palavra, apenas para não admitirem que a única coisa inevitável desde o princípio, era mesmo renegociar bem ao contrário do que disseram durante este tempo todo.

Não sei se foi para aproveitarem para “esticar tanto a corda” dos sacrifícios exigidos, mas mesmo o que conseguiram foi despertar a indignação da maioria das pessoas, não só pelos sacrifícios em si mesmo, mas sobretudo pelas mentiras sucessivas com que os cidadãos foram brindados por políticos em quem bastantes tinham depositado confiança.

Humor - O Presente

««« - »»»
Foto - A Desenrolar
By Dominick Marino

3 comentários:

Daniel Santos disse...

para já temos de ser alunos bem comportado.

maceta disse...

temos é que ser reguilas com aldrabões...

cptos

zeparafuso disse...

Por enquanto vamos aguentando, com pouco alarido. Estou com um certo receio de quando houver alarido à séria.Não é que esta espécie de governo não mereça, mas...pode ser que ganhem "tento" e evitem queimar o "rastilho".
Cumprs.