quinta-feira, outubro 06, 2011

UM DIA DE MEMÓRIAS

No aniversário da sua morte seria injusto não recordar um nome grande do fado e de Portugal. Penso que é o mínimo que posso fazer num dia em que também se lamenta a morte dum homem cuja obra eu admiro.






««« - »»»
Hoje morreu um visionário que sempre gostou do que fazia, e fazia bem, que conseguiu ter sucesso numa área de forte competição. Ficará para a história como um visionário e como homem de gosto apurado.

3 comentários:

São disse...

Que estejam em paz!

Saudações

Anónimo disse...

Cada um no seu campo foram pessoas que se afirmaram.
RIP
Bjos da Sílvia

elvira carvalho disse...

Que os anjos os tenham e a memória dos homens não os esqueçam.
Um abraço e bom fim de semana