sexta-feira, setembro 02, 2011

AS TRETAS DO COSTUME

Chegou-me a notícia de que a Câmara do Porto vai concessionar mais 40% da limpeza da cidade a privados, e que segundo fonte oficial da autarquia, vai “seguramente” melhorar o serviço.

Esta e outras patranhas têm sido repetidas à exaustão, para justificar essas concessões a privados, que lucram naturalmente com o negócio, mas que não prestam os serviços mais baratos nem com melhor qualidade do que quando eram feitos por pessoal da autarquia.

O esquema é por demais conhecido, o 1ª ano do contrato é sempre uma pechincha, os seguintes aumentam substancialmente, com justificações do tipo de actualização das condições contratuais, e ao fim de pouco mais de um ano já superam os gastos verificados anteriormente. Os privados não fazem milagres, e naturalmente visam o lucro.

Podia mencionar algumas autarquias onde isto já foi feito e onde se vêem recolhas durante o dia, onde a recolha deixou de ser diária e onde os custos dispararam e as autarquias ficaram amarradas à dependência de uma ou duas empresas, que estabelecem os preços, já que a autarquia deixou de ter capacidade de responder às necessidades por falta de meios humanos e mecânicos.

A gestão pública pode ser tão eficiente como a privada, as escolhas é que podem ser melhores ou piores, e isso está na mão dos decisores políticos, locais ou nacionais. Não se deixem enganar pelas artimanhas dos políticos que tentam sempre iludir os cidadãos favorecendo quem bem entendem e garantindo o futuro próprio após a passagem pelos cargos públicos.

««« - »»»
Foto - Vermelha

««« - »»»
Humor - Medicina

4 comentários:

Anónimo disse...

Infelizmente ainda há quem vá em cantigas e julgue que o que é público é pior do que o que é privado. Quanto custam os serviços adjudicados aos privados, como a segurança e as limpezas, é sempre um tabu, porque se forem feitas as contas fica-se a saber que não compensa.
Bjos da Silvia

Isamar disse...

Só posso subscrever o que aqui está escrito.Então os municípios, com meios para a execução das tarefas, não conseguem fazê-las cumprir na perfeição? Onde estão os culpados? Para quê mais encargos desnecessários? E o que vão fazer a quem desempenhava essas funções? Bem, tu dizes tudo Guardião. E muito bem!

Bem-hajas!

São disse...

Assino por baixo o texto!!

Um bom final de semana

elvira carvalho disse...

Absolutamente de acordo.
Um abraço e bom fim de semana