segunda-feira, agosto 29, 2011

PATRIMÓNIO EM RISCO

Gadamés ou Ghadames, é um oásis na Líbia onde temos um conjunto de construções de arquitectura tradicional, típica destas paragens desérticas, que estão classificadas pela UNESCO como Património Mundial.

Enquanto continuam os combates em alguns locais, e não se descobre o paradeiro de Kadafi este local fica um pouco esquecido de todos, podendo estar em perigo de vandalismo ou mesmo de destruição, a coberto da confusão instalada.


««« - »»»
Humor - Decadência

6 comentários:

A. João Soares disse...

Caro Guardião,

A ambição de poder dá estas revoluções de que beneficiam outros ditadores que sobem à cadeira do poder. Entretanto o povo morre, fica ferido, passa fome e sustos. O património não escapa. E esta destruição tem sido feita com a aprovação da ONU e do seu braço armado NATO.
Já no Iraque para apearem o ditador, destruíram património arqueológico, histórico, actualmente útil, privado ou do estado, mataram milhares de pessoas, arruinaram a economia, etc. etc.
E os poderes internacionais ainda não aprenderam que as acções armadas só trazem prejuízos, salvo para os fabricantes de armamentos, contra os quais o ex-Presidente Eisenhower alertou para o perigo da influência nefasta do complexo industrial Militar, que nasceu durante a segunda GM em que foi útil, mas que não iria fechar as fábricas e iria passar a pressionar os governos para fazerem guerras umas a seguir às outras.
Ele acertou, assim o temos constatado.

Abraço
João

Anónimo disse...

É só o petróleo que interessa àquela malta.
Lol

AnarKa

Daniel Santos disse...

é necessário que rapidamente as forças de segurança retomem o seu lugar, em democracia ou naquilo que eles quiserem, mas que regressem.

maceta disse...

se estilhaçarem as pedras elaboradas é mau, mas que poupem a carne...

elvira carvalho disse...

Oxalá que não amigo. Mas quando acontecem estas revoluções, há sempre quem a coberto dela se aproveite para as maiores ignomínias.
Um abraço e tenha um bom dia

Isamar disse...

O património anda por preservar ( muito) no que a nós concerne, um país com mais de oito séculos de história. Espero que os Líbios não descuidem património tão valioso, ímpar, que ao mundo pertence.

Bem-hajas!

Abraço fraterno