sábado, junho 11, 2011

RETRATOS DA CRISE

Virada a página após as eleições talvez seja oportuno citar umas quantas notícias para que não nos esqueçamos da realidade que nos rodeia.

José Sócrates que foi o maior derrotado da noite das eleições, poderá ou não ter sido convidado por Dilma para defender interesses de empresas brasileiras, devido aos seus conhecimentos, ou talvez esteja disposto a exilar-se em França por um ano, para tirar filosofia, tentando assim fazer jus ao nome. Pouco importa, devo acrescentar, afinal estando afastado da governação não é um perigo imediato.

Outra notícia que deve estar a causar urticária a muito boa gente é a da queda da bolsa e os máximos atingidos nos juros da dívida pública, apesar dos resultados da eleições terem dado muito provavelmente uma maioria favorável ao plano da troika.

Outra singularidade da política nacional é a de agora ser comum ouvirem-se opiniões de gente ligada aos partidos que assinaram o memorando, considerando que uma renegociação do acordo será inevitável no prazo máximo de 2 anos, quando antes se diabolizava a ideia.

A política nacional e a economia andam quase sempre de braço dado, mas infelizmente acertam muito pouco como todos podemos constatar, ou será que apenas nos querem enganar?

««« - »»»
Humor e Ratice

««« - »»»
Foto Com Insecto

2 comentários:

Steve Finnell disse...

you are invited to follow my blog

Anónimo disse...

Enterra o Sócrates e nunca acredites em economistas, se queres respirar ar puro.
Bjos da Sílvia