domingo, junho 12, 2011

QUADRA DE ALEIXO

Quantas sedas aí vão,   
quantos colarinhos,
são pedacinhos de pão
roubados aos pobrezinhos!

««« - »»»
Pobreza sem Humor

««« - »»»
Música

5 comentários:

elvira carvalho disse...

Na sua humildade Aleixo era um sábio.
Sempre um privilégio escutar Zeca Afonso.
Um abraço e uma boa semana

Anónimo disse...

Sou uma admiradora de Aleixo e do Zeca.
Bjos da Sílvia

opolidor disse...

a sabedoria destes dois homens...

Daniel Santos disse...

apoiado!

Pata Negra disse...

Juntemo-nos a Aleixo, a Zeca, ao Guardião e façamos a revolução - quem espera nunca alcança! Não basta denunciar, é preciso agir!
Um abraço militante