terça-feira, junho 14, 2011

COMPETITIVIDADE À CUSTA DE MAIS IMPOSTOS

Já conhecemos muito bem o conceito de competitividade de alguns patrões nacionais, para quem só os seus interesses contam como se ninguém mais existisse ao seu redor.

O conhecido Ferraz da Costa, agora presidente do Fórum para a Competitividade, veio já defender um corte de 20 pontos percentuais na Taxa Social Única. Como se sabe a TSU é uma forma de financiamento da Segurança Social, paga pelo patronato, e se ela for reduzida o dinheiro terá que vir de outro lado.

É claro que Ferraz da Costa foi pronto a apontar uma maneira de financiar o tal défice da Segurança Social, mas evidentemente à custa do aumento do IVA, que incide sobre o consumo e atinge pobres e ricos de igual modo. 

O mais curioso das declarações deste senhor foi o facto de vir dizer que consumimos 68% do PIB, mais do que os Estados Unidos, e que a propensão para consumir das famílias portuguesas é a mais elevada da zona euro.

Ninguém consegue explicar a cabecinhas pensantes, como a deste senhor, que o que é baixo é o rendimento dos portugueses e que sem um consumo interno razoável, grande parte das empresas nacionais terá que fechar as portas criando ainda mais desemprego.
««« - »»»
Foto Flor Silvestre

««« - »»»
Humor sem Fios

7 comentários:

A. João Soares disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
A. João Soares disse...

Há um conceito errado acerca do IVA, pois não é igual para todos.
Os pobres gastam, em produtos de primeira necessidade tudo o que recebem de salário e portanto, entregam ao Estado 22% daquilo que recebem do do seu trabalho. Pelo contrário os milionários gastam apenas uma pequena fracção do «salário», e o restante é investido, com facilidades e subsídios, para obterem brutos rendimentos a acumular sobre o muito que já têm.
Portanto quem mais sente o peso do IVA são os que nada podem poupar e tudo o que ganham está sujeito a esse imposto
Sugiro a leitura de Justiça Social

Um abraço
João

Anónimo disse...

Se não existirem explorados não haverá a classe rica. Explorados deste país, revoltem-se!
Lol

AnarKa

Daniel Santos disse...

totalmente de acordo.

Pata Negra disse...

Se não sabes, ficas a saber, este teu post está tão bom como muitos outros teus. Acontece que este está hoje publicado na coluna Blogues em Papel do jornal Público.

Um abraço e parabens

Anónimo disse...

Julguei que te vinha dar uma novidade mas cheguei atrasada.
Bjos da Sílvia

opolidor disse...

esse sr Ferraz bem pode conter-se para não se colocar em posições bem retrógradas...
abraço