quinta-feira, março 03, 2011

SÓCRATES O PODEROSO

José Sócrates deslocou-se a Berlim  e depois negou a subserviência à senhora MerKel. Foi curioso ouvir da boca do 1º ministro uma lição de história, em que ele aludiu aos muitos séculos de história de Portugal.

Que Portugal não deve prestar vassalagem à Alemanha, isso eu não iria contestar, porque prezo muito a nossa independência, mas não creio que o mesmo possa ser dito por José Sócrates, porque ele tem o seu lugar dependente do aval da senhora Merkel.

Não me esqueci da viagem recente de Merkel a Espanha, o que nada tem de comparável à deslocação de Sócrates a Berlim, certamente não para comer umas bolas de Berlim, mas para receber umas palavras públicas de alento da Angela.

Os números que por cá agita freneticamente o chefe do executivo, não têm o mesmo efeito em Berlim, e muito menos nos mercados que só gostam de jogar pelo seguro, ou então de ganhar dinheiro a rodos com aqueles que estão mesmo necessitados de recorrer aos seus préstimos.

O futuro de Portugal está há vários anos nas mãos de Sócrates e os resultados estão bem patentes. Os portugueses vão ter que decidir, mais cedo ou mais tarde, se é de políticos deste calibre que o país precisa.

««« - »»»
Humor Gabarola

««« - »»»
Foto - Azulejos
By Palaciano

4 comentários:

Cata- Vento disse...

Até quando continuaremos com um governo que nos fragiliza cada vez mais?! É que os governos fracos fazem fracos todos aqueles que por si são governados e este pobre povo está cada vez mais desacreditado e a viver das "esmolas" alheias cobradas a altíssimos juros. Por culpa de quem? De quem nos tem governado. Só!
De poderoso, Sócrates tem pouco e só não vê quem cego for ou não quiser ver.

Bem-hajas, Guardião.

Abraço fraterno

Anónimo disse...

O pedante abaixa as calças à frente da patroa e rasteja para que caiam cá uns cobres senão acaba-se-lhe a festa.
Lol

AnarKa

Daniel Santos disse...

a resposta é sim. Como Sócrates outros virão, com outras cores, mas iguais.

Anónimo disse...

Os portugueses têm mostrado ser masoquistas, por isso...
Bjos da Sílvia