quarta-feira, março 09, 2011

PESSOA

 UNS

Uns, com os olhos postos no passado,
Vêem o que não vêem: outros, fitos
Os mesmos olhos no futuro, vêem
O que não pode ver-se.

Por que tão longe ir pôr o que está perto -
A segurança nossa?   Este é o dia, 
Esta é a hora, este o momento, isto 
É quem somos, e é tudo.

Perene flui a interminável hora
Que nos confessa nulos.   No mesmo hausto
Em que vivemos, morreremos.   Colhe 
o dia, porque és ele.

Ricardo Reis

Pessoa por Almada Negreiros

««« - »»»
Música - Guitarra Portuguesa


««« - »»»
Imagem Manipulada
Recebida por mail

3 comentários:

Cata- Vento disse...

Ricardo Reis, uma outra vida dentro do "dessassossego", que foi a vida de Fernando Pessoa a chamar a atenção para o que é importante. O presente! E este que temos é tão negro que não há Primavera que lhe valha se não mudarem as políticas. Drasticamente! Não é com despedimentos que se vai lá!

Bem-hajas!

Um abraço fraterno

Anónimo disse...

Hoje! O hoje é que importa. Resolver os nossos problemas de hoje, que são o desemprego e a miséria para muita gente, o que hipoteca o futuro se não encontrarmos solução para isto.
Governos incapazes deviam ter a decência de se demitir e devolver a decisão ao povo, e nunca agarrarem-se ao poder obedecendo a interesses estrangeiros como se vê.
Lol

AnarKa

Anabela Jardim disse...

Mudar a política, eis a questão. Se em um país dito escolarizado, as coisas são difíceis, imagino que para nós semi-alfabetizados isso leve gerações ... O problema na Europa não são os políticos e sim os capitalistas, que da mesma forma já levaram o continente a duas guerras.