sexta-feira, janeiro 07, 2011

REPETIR A MENTIRA

Diz-se que uma mentira repetida muitas vezes acaba por se transformar em “verdade”, mas isso acontece apenas quando as pessoas estão dispostas a acreditar em qualquer coisa.

Durante vários anos e pela boca de muitas pessoas, disse-se que o Estado em Portugal era um monstro e que acabaria por dar cabo do país. Alguns governantes falaram das “gorduras” do Estado, e afirmaram que o iriam “emagrecer”.

A verdade porém é só uma, e muito do que diz é uma mistificação. Comecemos por Cavaco Silva, o tal que chegou a falar do “monstro”, e temos que foi durante os seus governos que o Estado mais “engordou”, mas também podemos falar de José Sócrates, e do nascimento de fundações a cada doze dias.

O Estado, com muito mais funções do que hoje tem, antes de Cavaco Silva, não era tão “gordo” nem consumia os quase 50% do PIB. Mas também não são os tais 50% do PIB que se podem gastar com o funcionamento do Estado, que importam muito, porque os países mais avançados da Europa e com os melhores sistemas de segurança social até gastam mais, só que gastam melhor.

O que “engorda” o Estado é o modo como se gastam os dinheiros, como se criam estruturas apenas para colocar clientelas políticas, e como se criam outras para fintar a fiscalização prévia do Tribunal de Contas, e as regras dos concursos públicos e admissões.

Porque é que PS e PSD não estão interessados em acabar com as fundações sem qualquer interesse, os institutos públicos que sejam desnecessários e as empresas públicas e municipais que apenas serviram para substituir serviços que antes eram da responsabilidade dos ministérios e de câmaras municipais? Acabavam-se milhares de lugares de administradores, e outras chefias hoje ocupados por pessoal de confiança dos partidos que passaram pelo governo!   

««« - »»»
Fotografia Invernosa

««« - »»»
Humor - Evolução Religiosa
 1094

4 comentários:

Valquíria Oliveira Calado disse...

Não! nunca será verdade, seria como adoçar a água do mar...nunca ficaria doce, sempre seria salobra.
abraços.

Pata Negra disse...

Passámos da fase em que esses organismos existem apenas para criar lugares políticos para a fase em que eles são criados para justificar obras, para transferir dinheiro para os grupos económicos. Por detrás de cada sócrates está um jorge coelho. A autoestrada pode não ser necessária mas tem de ser feita para financiar o partido!
Um abraço sem mentira

LopesCa disse...

São sempre os mesmos a engordar :s

São disse...

Já comentei igual noutro blog, mas repito: não entendo como consegue Cavaco Silva fazer passar que nada tem a ver nem com a classe política nem com a actual situação do país!!

Bom 2011