quinta-feira, outubro 28, 2010

VINICIUS

A rosa de Hiroxima

Pensem nas crianças
Mudas telepáticas
Pensem nas meninas
Cegas inexatas
Pensem nas mulheres
Rotas alteradas
Pensem nas feridas
Como rosas cálidas
Mas oh não se esqueçam
Da rosa da rosa
Da rosa de Hiroxima
A rosa hereditária
A rosa radioativa
Estúpida e inválida
A rosa com cirrose
A anti-rosa atômica
Sem cor sem perfume
Sem rosa sem nada.


««« - »»»
Foto - Duas Flores
Take Two

««« - »»»
Humor - Crise dos Palhaços
Como evitar cair no Buraco

7 comentários:

São disse...

Ouvi, no Coliseu de Lisboa, o grande Ney cantar esta que é uma das canções mais comoventes que conheço.

Uma boa noite.

Pata Negra disse...

Já ninguém pensa nessas coisas! Pior, já toda a gente se convenceu que vai cair no buraco!
Precisam-se vinicius!
Um abraço duma canção de esperança

Hanukká disse...

Linda postagem, mas... não foi lindo.

abraço amigo.


Espírito Santo
O Espírito Santo esta descendo agora
Derramando tanta paz
Em nossos corações

O Espírito Santo sempre nos acalma
Nos momentos que passamos,
Pelas provações

O espírito santo é tão maravilhoso
Que renova a sua vida
Basta você crêr
Seu poder é tão divino e precioso
Que sentimos sua presença
Mesmo sem te ver

Guarda-me o pai
Com a unção do teu espírito
Sua palavra diz que eu sou mais que vencedor
Guarda-me o pai
Como a menina dos teus olhos
Seja o meu escudo
Minha proteção, meu salvador

Dentro da Bota disse...

Realmente uma cançao comovente....

Saluti di Roma

Gioconda!

MARIA disse...

Nunca esqueço! É um acontecimento que me marca a alma apesar de não ter nenhuma proximidade pessoal comigo.

Um abraço, amigo.

Maria

tulipa disse...

Passei agora aqui e...ao ler...
lembrei-me da minha doce Tânia.
Fui visitá-la e deixei lá estas palavras:

No dia 10.10.10 farias 28 anos.

Eu não vim cá.
Pensei vir, mas...depois...

Vim hoje e, afinal, não veio cá ninguém dia 10.10.10
Tu és recordada por muitas pessoas, eu sei, só que, falando por mim, custa aqui vir e enfrentar tudo outra vez...

Tem sido uma dor muito grande.
Tu sabes.

Quero recordar-te de outra forma e tenho-o feito.
Beijos minha doce menina.

opolidor disse...

humanidade é outro nível, outra plataforma...

abraço