terça-feira, outubro 12, 2010

CONSENSOS DA TRETA

Quando oiço falar de consensos para o Orçamento de Estado de 2011, conhecendo as linhas gerais já divulgadas pelo Governo, começo a pensar que está tudo louco.

As propostas do PS são de cortes nos salários, nos subsídios, nas pensões, nas comparticipações na doença, e aumentos de impostos. Somando tudo isto temos como resultado óbvio, uma recessão enorme, mais desemprego e mais pobreza.

Os senhores que pregam o consenso em torno deste orçamento, argumentam que em caso de não aprovação deste documento, que é mau, teremos portas dentro o FMI por falta de crédito à nossa economia. É evidente que com a receita do Governo a entrada do FMI ficará para o ano que vem, transformando esta discussão numa mera questão de timing, nada mais.

Detesto esta morte lenta que agrada aos políticos deste país e que prolonga durante mais uns meses esta nossa agonia, e lhes permite permanecer nas manjedouras douradas durante mais tempo. Que se lixe o consenso. Venha mas é o primeiro que nos diga quanto tempo mais temos que apertar o cinto e quando é que isto acaba, porque estou fartinho.

Foto e Realeza
Mafra By Palaciano

Humor Desencantado
Adão e Eva num Paraíso

O Mundo do Avesso

3 comentários:

São disse...

O consenso que estes biltres defendem a mando dos patifes que mandam realmente em todo o mundo é de nos escravizarmos a um modelo já esgotado, mas que a essas criaturas vai dando lucro!

Boa noite.

Anónimo disse...

Quem pode deixar passar um mau orçamento? O Passos Coelho sabe que a abstenção tem o mesmo valor do voto favorável.
Bjos da Sílvia

Pata Negra disse...

Fartinho é pouco. Consenso? Consenso entre eles é o que existe há 30 anos e o resultado está à vista!
Um abraço a rebentar