sexta-feira, julho 02, 2010

QUALIDADE DE VIDA

É revoltante ouvir certas ideias de políticos nacionais, que demonstram absoluta ignorância em relação às dificuldades que numerosos portugueses enfrentam todos os dias.

Imagine-se um deputado da nação que diz que o Estado dá o RSI aos cidadãos que dele necessitam para que eles se autonomizem e giram o seu dinheiro, para se alimentarem, para comprarem os medicamentos e para satisfazer os seus encargos familiares. Obrigar esse senhor a viver 3 meses com os montantes em causa era o mínimo que merecia quem diz uma patetice destas.

Eu até entendo que se diga que a poupança é a melhor forma de combater o endividamento externo, mas não compreendo que o senhor ministro das Finanças venha apelar à compra de certificados do Tesouro, sabendo-se o que este governo fez ainda há pouco tempo com os juros de produto semelhante, furando expectativas aos seus aderentes.

Com os salários que temos e com as pensões que se auferem em Portugal, e falo de quem trabalha e não de clientelas políticas, não é possível fazer economias, e é por isso que mesmo com dados “martelados”, os portugueses estão na cauda da Europa no que toca a qualidade de vida.



««« - »»»
Foto - Flor
Flower by Palaciano

««« - »»»
Humor

2 comentários:

opolidor disse...

o meu "aplauso" àqueles que nestes tempos ainda conseguem poupar... não deixa de ser algo estranho e não será uma boa parte da população que põe de lado alguns trocos...
abraço

Anónimo disse...

Poupar como? Eles comem tudo e não deixam nada...
Lol

AnarKa