sexta-feira, maio 07, 2010

CULTURA E CRISE

Ouvir falar da importância da Cultura e da economia gerada pelo sector tem sido uma constante das declarações oficiais. Os exemplos que surgem nem sempre serão os melhores, mas a oferta e a publicidade em torno dos eventos culturais também limitam a visibilidade e a percepção do que é Cultura e o que é apenas entretenimento.

Num momento de crise, que se reflecte diferentemente consoante o bolso de cada um, não podemos ignorar que um quadro de Picasso atingiu o valor recorde de 81 milhões de euros, há poucos dias, enquanto muitos outros contam os tostões diariamente.

Valorizar a Cultura e tentar rentabilizar ao máximo o nosso Património é meritório e deve ser uma prioridade porque o retorno existe directa e indirectamente. O que é de admirar é que os monumentos do IGESPAR se tenham lembrado de dificultar inexplicavelmente o trabalho dos guias-intérpretes e dos grupos organizados, como se a sua actividade pudesse limitar ou prejudicar as visitas das famílias.

Há qualquer coisa estranha nesta nova atitude do Ministério da Cultura, e atendendo ao que se vê nos países europeus, bem que podíamos aprender, evitando erros e conflitos absolutamente desnecessários e mesmo inexplicáveis.



"Desnudo, hojas verdes y busto"

««« - »»»
Fotos de Naturezas (quase) Mortas



««« - »»»
Humor à Pressão

6 comentários:

Anónimo disse...

A direcção do IGESPAR parece querer criar dificuldades aos guias, com marcações de visitas co antecedência e proibições quando isso não é possível. Estranho e bizarro, para quem ainda não entendeu que os Jerónimos ou a Batalha não se assemelham em nada com a Fortaleza de Sagres.
Bjos da Sílvia

Pata Negra disse...

Neste caldo de governantes de cultura merceeira é difícil conjungar "ministério" com "cultura". Paremos para ouvri política, a cultura segue dentro de momentos.
Um abraço in(culto)

Pata Negra disse...

Está em marcha uma candidatura verdadeiramente revolucionária à presidência da república. Para que ela ganhe dimensão pública suficiente para acordar uma democracia, adormecida nos sofás que estão frente às televisões dos portugueses, é necessário que assines e divulgues, por tudo o que é WEB, a petição "Pata Negra à presidência da República" em http://www.ipetitions.com/petition/patanegra/

Pata Negra disse...

Está em marcha uma candidatura verdadeiramente revolucionária à presidência da república. Para que ela ganhe dimensão pública suficiente para acordar uma democracia, adormecida nos sofás que estão frente às televisões dos portugueses, é necessário que assines e divulgues, por tudo o que é WEB, a petição "Pata Negra à presidência da República" em http://www.ipetitions.com/petition/patanegra/

Anónimo disse...

Quem se lembra daquele fulano que na casa de banho do Navegador vigiava pelos monitores, os trabalhadores para quem estavam apontadas as câmaras de vigilância.
A senhora pianista parece ignorar a má qualidade de alguns dirigentes que invadem o seu ministério.
Lol

AnarKa

LopesCa disse...

O dinheirinho do "Desnudo, hojas verdes y busto" dava-me jeito ;)