quinta-feira, março 11, 2010

QUAL CLASSE MÉDIA?



Ouvir o senhor ministro Teixeira dos Santos perguntar se quem deve pagar a factura da crise devem ser os pobres ou classe média, sem praguejar, é um exercício de autocontrolo dos mais duros que um cidadão pode fazer.

O ministro das Finanças falava a propósito da redução das deduções fiscais na Saúde e na Educação. Muito controladamente, apetece-me perguntar ao senhor ministro o que é que ele entende ser a classe média.

Teixeira dos Santos já está no cargo há vários anos, sendo portanto um dos responsáveis pela má situação económica do país, e sempre utilizou duas medidas para tentar resolver o problema: atacar os salários da função pública, fazendo tábua rasa das diferenças salariais existentes, e aumentando a carga fiscal. Os resultados estão à vista.

Pela análise do que já se conhece do PEC, ficámos todos a saber que qualquer cidadão com um salário de 518€ já faz parte da classe média, na opinião do governo, e os ricos são só os que são abrangidos pelo novo escalão do IRS.

Senhor ministro seja intelectualmente sério e não diga enormidades destas, considerando que todos os que ganham um pouco mais do que o ordenado mínimo nacional, pertencem à (sua) classe média, e que os que ganham dez vezes mais, ainda assim são da classe média. Bem a propósito das suas medidas quanto à harmonização dos sistemas de pensões, também devia explicar-nos porque é que uns quantos, privilegiados, podem acumular pensões, e a grande maioria não pode?

Harmonizem-se, porra!



««« - »»»
Humor Galináceo


4 comentários:

Meg disse...

Guardião,

Junto-me a ti na última frase do teu post.
É que parece que andam a mangar com a gente!
ISSO!!!

Um abraço

o escriba disse...

Guardião

Há muito que eles andam a brincar com a gente!E continuam, e continuam, e a gente é que paga, tudo, "da água ao sal".
Ainda hoje ouvi nas notícias de um qualquer telejornal que na lista dos mais ricos do mundo figuram lá dois portugueses! Crise? ahah!

Um abraço
Esperança

Anónimo disse...

Os bombos da festa são sempre os mesmos - os que menos têm.
Bjos da Sílvia

LopesCa disse...

Concordo que a classe média anda a desaparecer :)

Adorei o pintinho agarrado ao pc :)