terça-feira, março 30, 2010

DEVEDOR, EU?

Acredito que as estatísticas oficiais indiquem que cada português deve 18,3 mil euros ao estrangeiro, partindo do dado objectivo de que a nossa dívida líquida atinge a “módica” quantia de 182,7 mil milhões de euros. A conclusão é puramente aritmética e simplista.

Acompanhando as notícias que davam conta da dívida externa do país, vinham explicações fáceis e apressadas, em que a culpa estava muito do lado dos cidadãos que teriam abusado do crédito fácil e barato. O ónus pela situação de sufoco económico que se vive, é atirado para as costas do povo, ainda que seja evidente que o poder de decisão e de endividamento externo, está em determinadas instâncias bancárias e governamentais.

Eu acho que nem estatisticamente é lícita e honesta a conclusão de que cada um de nós deve esta quantia fabulosa ao estrangeiro. O país tem assimetrias de rendimento escandalosas, e isso permite-me dizer, utilizando o mesmo raciocínio, que até este momento já fui roubado em 18,3 mil euros, que estarão a “engordar” os bolsos dum qualquer crápula.

Chamem a polícia!

Notícia relacionada AQUI





2 comentários:

SILÊNCIO CULPADO disse...

Guardião

Nem mais. Falas como um livro aberto. Somos roubados, andamos stressados com tanto imposto que nos é cobrado enquanto os grandes senhores defendem que se aumente os impostos e baixe os ordenados àqueles que foram espoliados.
Isto já não vai à palavra!....


Abraço

Anónimo disse...

Safa, que eu não devo nada a ninguém. Se alguém está a viver acima das suas posses, que pague a factura ou então arrestem-lhes os bens.
Ladrões para a cadeia!
Lol

AnarKa