quarta-feira, fevereiro 24, 2010

SEGREDO E DESCULPAS

Tem sido polémico, especialmente nos últimos tempos, o segredo de Justiça que para a maioria dos portugueses é tudo menos um segredo. Todos os casos que envolvem gente importante têm sido férteis em fugas de informação sigilosa, especialmente quando existem escutas telefónicas.

Os suspeitos destes casos que envolvem violações do segredo de Justiça alegam invariavelmente que há violação da sua intimidade. Sinceramente eu nunca vi vir a público qualquer conversa de índole particular, sobre a vida íntima de alguém ou dos seus familiares. Li transcrições de escutas onde se fala de negócios, de assuntos da esfera pública que agora estão em investigação, e alguns impropérios que ficam mal na boca dos escutados.

O que se espera, muito em especial de políticos e representantes do Estado em empresas públicas, é que confirmem ou desmintam categoricamente as notícias vindas a público e não que se escondam atrás de formalidades legais, que são para ser tratadas pela Justiça. A credibilidade dos políticos depende da sua imagem e eles só têm a ganhar com a transparência.

««« - »»»
Humor Sobre o Poder
Sevket Yalaz

Pavel Kuczynsk

««« - »»»
Imagem
Schizophrenia by forsuktepegoz

5 comentários:

São disse...

Há nesta questão das escutas dois aspectos: quem as deixa sair, tem um propósito( e não sei se o mais honesto), nada têm de privado : estão falando de negócios com empresas públicas!

Uma serena noite.

Anónimo disse...

As trapalhices e os pecadilhos são para varrer para baixo do tapete não vão os eleitores aperceber-se de que estão a ser gamados à força toda.
Lol

AnarKa

Ferreira-Pinto disse...

É uma rodilha!

Marreta disse...

A minha posição sobre esta matéria (e outras) é muito simples:
Por não ter sido provado pela Justiça não quer dizer que um crime não tenha sido cometido.

Saudações do Marreta.

C Valente disse...

Tanta confusão tanto diz que diz, ja´nada se entende neste pantanal
Saudações amigas