terça-feira, janeiro 19, 2010

DESVIAR ATENÇÕES

Tenho muito respeito pela comunicação social séria, que talvez já não seja assim tanta como alguns julgam, mas desprezo a outra, que defendendo interesses de diversa espécie, que nem me apetece precisar, confunde propositadamente notícia com opinião, e divulga apenas o que não belisca os interesses de quem os domina economicamente.

O Haiti está a passar por uma provação de proporções trágicas, mas isso não pode servir para distrair as atenções das pessoas para os problemas que por cá existem. Não fiz qualquer cronometragem do tempo ocupado com notícias relativas ao Haiti, mais as de futebol e o tempo dedicado à situação nacional, mas a desvantagem é gritante.

Dentro das nossas fronteiras enfrentamos o risco da miséria. Dizem-me que só um em cada cinco dos portugueses está nessa situação, mas isso sossega alguém? O desemprego, que já foi uma bandeira dos governos por ser baixo, já é superior ao da média europeia, e nem os mais optimistas acreditam que baixe este ano. Pessoas a pedir ajuda alimentar aumentam de uma forma exponencial, e agora já há uma percentagem apreciável de gente que está empregada mas nem assim consegue evitar as necessidades.

O Haiti não é aqui, mas arriscamo-nos a ser o Haiti da Europa, ainda que o TGV possa trazer os madrilenos a banhos nas nossas praias.

««« - »»»
Fotos Diferentes
Женя и Олеся

Малыш в капусте

««« - »»»
Humor e Obesidade

7 comentários:

Ferreira-Pinto disse...

É bem verdade que a tragédia do Haiti foi quase inarrável, mas conviria, a meu ver, que também houve comoção a propósito das tragédias pessoais que se desenrolam ao nosso lado, porta com porta!

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Pata Negra disse...

Sábias palavras do Guardião. Haiti sim, mas que não seja com o intuito de "nos fazer sentir bem porque melhor que eles". A frase está mal construída mas percebe-se. Aliás, tu já disseste.
Um abraço com os olhos no haiti e a boca aqui

Meg disse...

Guardião,

Sábias palavras as do Pata Negra... é minha sina estar de acordo com ele muitas vezes...

Mas de vermos tanta miséria, um dia destes, sem nos darmos conta, achamo-nos uns felizardos!

Um abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

Guardião

A MEG e o Pata Negra disseram tudo por mim e isto depois de tudo o que disseste.

Os teus cartoons continuam o máximo.Hoje o meu preferido é o do fast food.



Abraço

São disse...

O Haiti, a CHechénia,...funcionam talvez como válvula de segurança.
Os futebóis, os fados , as Fátimas continuam com a mesma função de sempre: estupidificar a população portuguesa.

Boa noite.

Marreta disse...

Não me arriscava a ser preverso ao ponto de dizer que uma catástrofe desta dimensão tenha sido "encomendada" para desviar as atenções de certos assuntos incómodos, mas que noutras alturas a coisa acontece, acontece.
Quanto à comunicação social, tenho extremas dificuldades em encontrar alguma honesta e isenta. Os "accionistas" que estão por detrás dela não são nenhuns "anjinhos"...
Saudações do Marreta.