quinta-feira, dezembro 10, 2009

ADVOGADOS E MAGISTRADOS

Estar a aproveitar momentos de repouso em boa companhia à espera do Natal e das visitas dos filhos e netos, não implica forçosamente estar arredado das notícias do rectângulo. Quase tudo que ouvi e li era mais do mesmo, ou seja, politiquices a que me devo alhear.

A minha atenção caiu sobre apenas duas notícias, uma sobre a opinião de Marinho Pinto sobre a criminalização do enriquecimento ilícito e outra sobre uma acusação do Ministério Público que pende sobre antigos gestores dos CTT e a sua gestão que é considerada danosa.

O hábito em Portugal tem sido aparecer um novo “caso cabeludo” sempre que o anterior começa a “chamuscar”as barbas de gente graúda. Claro que tudo se arrasta por tempos infindáveis e a culpa acaba sempre por morrer solteira, e mesmo quando há alguma pena essa é sempre suspensa ficando as coisas por isso mesmo.

Quanto à opinião do senhor bastonário da Ordem dos Advogados, Marinho Pinto, que afirmou que a criminalização do enriquecimento ilícito «não terá eficácia», e as suas dúvidas sobre se a lei vai ser aplicada a todos por igual, ou não, posso dizer que fiquei completamente atónito. A resposta contudo estava mais abaixo, nas palavras do próprio bastonário: «Não será altura de parar de mexer nas leis e começar a mexer nos magistrados e nas polícias? Não será altura de deixar as leis penais em paz e 'corrigir' os magistrados que temos?».

Afinal temos uma guerra entre advogados e juízes, muito para além das querelas políticas, e por isso não se fazem leis correctas e aplicáveis, apesar de alguns dos protagonistas do processo penal saberem bem porque que é que tudo vai falhar, mesmo antes de a lei ser conhecida, discutida e colocada em vigor.

É grave, muito grave aquilo que Marinho Pinto diz hoje sobre o futuro. Aos agentes da Justiça pede-se que saibam conjugar esforços na defesa dos cidadãos, do bem público e das leis que para isso existem ou venham a existir. O dinheiro por vezes tolda um pouco o discernimento de alguns, mas os cidadãos esperam que isso não afecte a Justiça e os seus actores, senão é a Democracia que está em risco.



««« - »»»
Ignorância ou Insulto?
Acabei de ver uma página de entrada no tema "Notícias" do SAPO deparei-me com o destaque à acusação do Ministério Público a gestores dos CTT, acusando-os de gestão danosa, encimada e sem qualquer separação por uma foto de Zeca Afonso. Um erro admite-se, mas este não é um erro normal, foi denunciado nos comentários e mesmo assim, mais de duas horas depois ainda lá estava o "Engano".
Há pessoas que merecem que a sua memória seja respeitada e por isso mesmo, alguém devia apresentar desculpas públicas aos internautas e aos familiares do Zeca.
Não consigo resistir à tentação de vos deixar aqui "Vampiros" do Zeca Afonso, quanto mais não seja para recordar os responsáveis do portal em questão, o SAPO, de parte da obra deste português.




Esta imagem é um printscreen da página do SAPO referida no texto

««« - »»»
Conversas Entre Advogados e Ministério Público

9 comentários:

São disse...

?????

Não entendo!!!

Como é possível misturar assim uma pessoa respeitável como José Afonso numa notícia de fraudes, sem explicação alguma?!

Quanto à magistratura portufusea, desde que ouvi um juiz do Supremo Tribunal desculpar violadores com o argumento de que as violadas "se encontravam no feudo do macho ibérico" nada me pode surpreender...


Continuação de felizes férias com os seus.

ana p roque disse...

"Vampiros"á solta,são mais que muitos.Mas, o que tem o Zeca Afonso a ver com tudo isto?É uma desordem completa,já não se respeita nada,nem ninguém!Acho que não é só mexer na justiça,é mexer em tudo!Gestão danosa nos CTT?E só agora é que viram,chiii,muito tarde,o mal já vem de há muitos anos!Piorou com a gestão de um senhor que agora não me lembro o nome,são 2 irmãos,na época,um estava a gerir a PT e o outro os CTT,um desastre completo os 2!

Boas férias natalicías.

cumps

zé lérias disse...

Infelizmente o Zeca só conseguiu alertar os jovens e adultos da sua época para estes atentados à pobreza. Hoje, salvo algumas boas e honrosas excepções (porque são responsáveis e vão vendo,ouvindo e lendo coisas importantes), a juventude está-se nas tintas. Sinais (maus) do tempo. Mas isto vai ter remédio. Ai vai vai!

Um abraço e bom fim-de-semana

Ferreira-Pinto disse...

Eu penso que aquando da apresentação da imagem e da notícia alguém se terá lembrado do famoso "eles comem tudo, eles comem tudo e não deixam nada!".

Mas não era necessária a associação, não senhor.

Pata Negra disse...

É necessário que apareçam sucessivamente novos casos para que os anteriores se esqueçam; é importante todos os dias anunciar novas medidas para que não se dê por ela que as anteriores não passam de anúncios, e preciso, acima de tudo, que se conclua, que o ladrão é uma vítima.
Qualquer dia ainda vão acabar por dizer que a culpa é do Zeca Afonso, esse comunista!
Um abraço de neto

Isamar disse...

Assistimos diariamente a actos deploráveis, inexplicáveis numa democracia que tanto nos fez sonhar há 35 anos.

Penso que a imagem de Zeca Afonso estaria associada aos "Vampiros" mas ficou por esclarecer.Penso eu!

Bem-hajas!

Beijinhos

Jorge P.G disse...

São as guerrinhas privadas entre juízes e advogados (nunca se suportaram uns aos outros) um dos principais motivos do descrédito em que se encontra a justiça.
Quanto às palavras de Marinho Pinto, um palavroso que gosta de se fazer notar, podem ter razão de ser mas também há leis a mudar, ó Senhor Bastonário!

Na notícia do Sapo, que também vi, não pode ter havido lapso tal o disparate da imagem do Zeca a enroupá-la. Foi propositada, quanto a mim. Só não descortino é o motivo nem a finalidade. Anda tudo doido!...

Cumps, bom fds. e bom repouso.

Anónimo disse...

O Marinho esqueceu-se, propositadamente, de que são geralmente os (grandes)escritórios de advogados que elaboram as leis, a pedido dos legisladores.
O Sapo inaugurou uma nova imagem mas escusava de fazer asneira.
Lol

AnarKa

C Valente disse...

Quem tem medo da verdade, só quem tem rabo termido
Saudalções amigas