quarta-feira, outubro 14, 2009

COM AMIGOS ASSIM!...

Maitê Proença é uma actriz brasileira que, em tempos, encantava o público masculino português que assistia às novelas vindas do outro lado do Atlântico. Digo isso porque o tempo passa e até as mais cuidadas senhoras vão mostrando no seu rosto (e não só) a passagem dos anos, algumas até com muito charme e elegância.

Falo nesta actriz e refiro-me ao charme e elegância, porque Maitê Proença foi deselegante e muito mal agradecida para com os portugueses que sempre a receberam com carinho e sem comentários ofensivos.

O vídeo que podem ver mais abaixo, não tem qualquer graça, prima pelo mau gosto, roçando mesmo a boçalidade e não abona a favor de nenhuma das pessoas que ali vi, e que certamente têm que cuidar melhor da imagem, já que lidam com o grande público que já se habituou a ter opinião e a criticar livremente, tanto cá como no Brasil.

Talvez Maitê Proença se tenha esquecido de que as ditaduras não são um exclusivo português e que o respeito pelos povos é também o respeito pela sua liberdade e identidade.

Moça, a vulgaridade fica-lhe mal!





««« - »»»
Fotografia e o Cão
Dogs by ahermin

««« - »»»
Humor Pouco Ecológico
R.J. Matson

Bill Schorr

5 comentários:

Anónimo disse...

A moça ainda é das que teima em ver um padeiro em cada português que encontra, demonstrando sobejamente a sua ignorância neste curto video, onde sobressai a cena de cuspir na fonte assemelhando-se a postura a um qualquer vídeo porno, ainda que soft.
Lol

AnarKa

Ferreira-Pinto disse...

Se ela merecesse com semelhante postura de cuspir na fonte um epíteto, não seria certamente o de senhora!
E mais nao digo.

Meg disse...

Guardião,

E a coisa não ficou por aqui... olha este link...
http://colunistas.ig.com.br/luisnassif/2009/10/14/portugues-conta-piada-de-brasileiros/.

Vingança... havia necessidade?

Um abraço

O Guardião disse...

Meus caros
Ferreira-Pinto - A Maitê desceu muito baixo para eu a caracterizar, e nem a classificação de piada serve para diminuir o ridículo mau gosto demonstrado.

Meg - Eu não dei demasiada importância ao assunto, apenas o registei, e não perderia tempo a responder na mesma moeda porque não faz o meu género.

RECEBI ALGUNS MAILS DE AMIGOS DO OUTRO LADO DO ATLÂNTICO - Só posso dizer que a Maitê não é representativa e que eu não pretendi generalizar o facto.

Cumps

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.