quinta-feira, julho 16, 2009

DESCER À TERRA

Quarenta anos depois da partida do homem para a Lua, parece que alguns dos nossos políticos teimam em não descer à terra, tomando assim consciência da realidade, preferindo fantasiar em torno de números estatísticos, interpretando-os de acordo com as conveniências.

Ouvir José Sócrates dizer que “os números do INE vêm desmentir aqueles que diziam que as desigualdades aumentaram nesta legislatura”, no mesmo dia em que o governador do Banco de Portugal vem anunciar que a crise ainda está para durar e que o desemprego não vai parar de aumentar em 2009 nem em 2010.

No mundo da Lua até se podem usar termos como “embuste” para refutar afirmações de que a pobreza e as desigualdades aumentaram nos últimos dois anos, mas com os pés na Terra, e sem os delírios de quem prefere fantasiar a realidade por não ter medidas concretas para inverter a situação.



««« - »»»
Foto - Rosa Nacionalista
Lost In Colors by r3novatio

««« - »»»
Humor e Ecologia
Mohammad Ali Khalaji

Pol Leurs

7 comentários:

ana p roque disse...

Os nossos politicos andam mesmo na Lua.Falam do desemprego e da dificuldade das familias portuguesas,com um á vontade,como se fosse a coisa mais normal do mundo,claro que não lhes passa pela porta,por isso pouco importa a estes senhores resolver a situação com mais celeridade.

«Tudo pela Humanidade; nada contra a Nação».
Eis a Rosa Nacionalista.

cumps

Vieira Calado disse...

Entre considerações apropriadas
e a ecologia do futuro.

Um abraço

Anónimo disse...

Que tal comprar um foguete coreano para enviar uns quantos lunáticos para o espaço sem bilhete de regresso?
Lol

AnarKa

O Guardião disse...

Cara Ana
Do Salazar a Pessoa foi um grande caminho, nas ideias pois então. É bom recordar estas citações e as suas diferenças, que podem parecer subtis mas são muito importantes.
Cumps

Ferreira-Pinto disse...

Como sempre, muito oportuno.

São disse...

Gostei dos caroons, muito.

Descerem da Lua, os políticos? Só por milagre da Senhora de Fátima e adjuntas.

Bom final de semana.

recalcitrante exp disse...

Guardião,

Areia, meu caro, muita areia atirada aos olhos cá dos pacóvios (pensam eles...)
Agora chegamos ao tempo do "vale tudo"... que o tempo urge.
Que tristeza, meu amigo!

Ah!...regressei, enfim.

Um abraço