sábado, janeiro 24, 2009

PREOCUPAÇÕES E PATRIMÓNIO

É interessante ver que há quem se preocupe com o Património e que se una em movimentos de defesa do mesmo. Recentemente tomei conhecimento da Plataforma pelo Património Cultural (PP-Cult), que até terá sido recebida por Cavaco Silva.

Não conhecia esta plataforma nem os seus objectivos, pelo que fui dar uma vista de olhos pela informação disponível, e descobri que alguns dos seus impulsionadores até são pessoas do meio ou próximas dele.

As críticas à actuação deste governo, com orçamentos para a Cultura que não estão de acordo com as promessas eleitorais e de governo, e com legislação que sem regras prevê a venda e alienação de monumentos, merecem o nosso apoio. É pena que o descontentamento em Portugal só seja ouvido quando nele estão figuras de proa da nossa sociedade, como se passa agora.

O descontentamento e as críticas à política cultural começaram há muito e especialmente dentro do próprio ministério, mas faltavam as tais figuras para que os holofotes se começassem a virar para estes temas. Vamos esperar que haja espaço para o cidadão comum se pronunciar e dizer de sua justiça o que pensa.



««« - »»»
Pintura
Alinhar ao centroAh, Those Lilies by *RandomSearcher

Still life by Apple-Autopsy

««« - »»»
Humor Presidencial
Dana Summers
John Darkow
Alinhar ao centroPatrick Chappatte

11 comentários:

Anónimo disse...

O que é que o cidadão comum pode dizer para além de perguntar quem é responsável pela degradação do Património? Ou porque é que não se demite o responsável pela pasta?
Bjos da Sílvia

SILÊNCIO CULPADO disse...

Guardião
Degrada-se o património em todas as concepções. Os monumentos espelham a degradação dos nossos valores.

Abraço

P.S.Gostava de colocar este blogue na lista dos que estou a seguir mas não consigo. Quando têm uma lista de seguidores faço um click e acrescento-me. Assim não sei. Confesso a minha nulidade informática.

Anónimo disse...

Há dinheiro para os bancos, também há para as grandes empresas, sobram umas quantas migalhas para as pequenas empresas, acode-se a Berardos e Ca., mas o património pode cair à vontade porque para isso não há dinheiro.
Lol

AnarKa

elvira carvalho disse...

Sem tempo para mais, deixo um abraço e desejos de bom Domingo.


A margem, a saúde debilitada de meus pais, ele internado no hospital onde foi amputado a uma perna, ela em casa, mas totalmente dependente, teem-me impedido de visitar os amigos virtuais e reais.

LopesCa disse...

Sinceramente não sei o que dizer e como andao com pouco tempo deixo só uns ´jinhos ;)

Pata Negra disse...

É o círculo das coisas, cabe-nos influenciar os influentes para que eles, por sua vez, influam os decisores que vivem em outros mundos.
Um abraço e que cada guardião cumpra o seu papel

Papoila disse...

Querido Guardião:
Parece que o problema mais que no responsável pela pasta, está mesmo na visão mesquinha que o governo tem da cultura
e do seu património, com a miséria de verbas que dispõe para a sua manutenção... venham as grandes personalidades em sua defesa se possível se também forem endinheiradas...
Beijos

C Valente disse...

Saudações amigas

C Valente disse...

Saudações amigas

Ferreira-Pinto disse...

O dinheiro, esse bem escasso, ou é para os amigos da banca ou para esse amontoado de cacos velhos, não?

Cata-Vento disse...

É lamentável que assim seja ! O País, embora pequeno, tem um património histórico de valor que deve ser preservado antes que seja definitivamente enterrado.

Assim vamos nós! Mal!

Um abraço