sábado, novembro 08, 2008

CURTINHAS

Felgueiras – Mais um processo “cabeludo” da nossa justiça que chega ao fim, mas em que a culpa morre solteira. Ficou provado que houve financiamento da campanha do PS através de pagamentos feitos pela RESIM, mas não se provou que foi Fátima Felgueiras quem pediu que a empresa desse dinheiro ao partido. Diz a autarca que não houve corrupção, nem participação económica em negócios. Exemplar, meus caros, exemplar!

Magalhães – Depois de se ter começado a falar de problemas fiscais com a empresa que monta o Magalhães, veio a lume que o Estado não tinha qualquer contrato com a empresa JP Sá Couto, e que os computadores para as criancinhas seriam pagos pelas operadoras que distribuíam os ditos. Afinal parece que não é bem assim. Não vou falar sobre a promoção feita por José Sócrates na América do Sul, do Magalhães, porque me pareceu de mau gosto, mas segundo Mário Lino disse à Visão, “se o dinheiro dos operadores for insuficiente o Estado terá de colmatar a parte que falta”. Eu ía jurar que não foi isto que eu ouvi há apenas alguns dias, mas com Mário Lino nunca se sabe!

Bancos com problemas – Teixeira dos Santos veio admitir que ocultou os problemas existentes no BPN, quando afirmou taxativamente há algumas semanas que não existia nenhum banco nacional com problemas. Fica-lhe bem. O que sinceramente não lhe fica bem, é atacar agora quem lhe volta a fazer a mesma pergunta, classificando-a de “irresponsável”. Senhor ministro, quem não quer ser lobo não lhe veste a pele, diz o povo.

Madeira – A Madeira é um óptimo destino de férias, tem belezas naturais únicas e uma boa indústria hoteleira, isso penso que é consensual. O que também começa a ser mais ou menos consensual, é que os políticos desta Região Autónoma são dados ao exagero e a algum descontrolo no exercício das suas funções. Os políticos, enquanto representantes do povo, devem saber comportar-se dignamente e têm a obrigação de ser respeitadores das leis, porque é para isso que são pagos com os dinheiros dos contribuintes. Nós só pedimos que se respeitem e nos respeitem, relembrando a esses senhores democraticamente eleitos, que ocupam lugares para os quais se candidataram por vontade própria, sabendo bem que estão lá para servir quem os elegeu.



««« - »»»
Fotografias
hakuei.zm

Шахматные игры

««« - »»»
Humor ao Sábado

11 comentários:

Anónimo disse...

A justiça está de rastos, há corrupção mas ninguém é corrompido, os políticos nem se dão ao trabalho de respeitar as leis das quais são guardiões e o Estado não se exime de negociar com empresas que estão a ser alvo de processos fiscais.
Isto é o reino das bananas, ou um reino de bananas, é só escolher...
Lol

AnarKa

Sophiamar disse...

É uma tristeza, uma desilusão, uma revolta. Não é para isto que eu voto há tantos anos!Eu sempre imaginei que um dia este rectângulo à beira-mar plantado, fosse um canteiro florido. Esse sonho já lá vai, as flores murcharam e o cepticismo crónico que me sobreveio diz-me que a bonança tardará.

Abraço amigo.

Bem -hajas!

Tiago R Cardoso disse...

centro-me em Felgueiras e a sua presidente.

Mais uma vez estamos perante um autentico festival de baixo nível.

De uma justiça que aplica suspensa, de uma senhora que grita que venceu e de um povo que via para lá bater palmas, um tristeza total.

Anónimo disse...

O poder político minou tudo, desde a justiça onde a malha nunca apanha os políticos, à economia onde se instalam e cometem actos deploráveis que todos pagamos sem que alguém seja responsabilizado. Na banca, nas grandes empresas, nas autarquias, movimentam-se com uma impunidade que enoja e revolta.
Bjos da Sílvia

Tony Madureira disse...

Olá,

Sem comentários...



Abraço

antonio - o implume disse...

Esse negócio do Magalhães parece-me interessante... quem detém os direitos sobre o computador Magalhães?

Se não for o estado, o que anda a fazer o PM a promovê-lo?

SILÊNCIO CULPADO disse...

Guardião

E assim se vê a força da Fatinha e como vai a justiça neste País. Porque se fosse só o caso da Fatinha... Condenações efectivas é coisa de pobres.

E vou-me ficar por aqui porque já estou suficientemente revoltada.
Valha-nos os teus cartoons.

Abraço

Laurentina disse...

Beijão grande para as tuas CURTINHAS que são CERTEIAS.
País de bandalhos este.

tulipa disse...

Que o silêncio me embale,
nesta noite
em que falta
o abraço quente de um amigo...


Estou de molho, febre, dores no corpo, arrepios de frio...
huuummmm, adivinho o que vem por aí.

Hoje o meu post tem a ver com um mail que recebi e, ao fim de vários meses com a minha auto-estima abaixo de zero...adorei ler o que Paulo Coelho escreve.

BOA SEMANA.
Beijinhos.

Ferreira-Pinto disse...

Sobre Fátima Felgueiras espero pelo dia em que puder ler na íntegra a sentença!

Isto porque ou há muita coisa mal explicada da parte do Tribunal, ou nós não percebemos nada ou então alguém andou a brincar!

O "Magalhães" está há muito visto que não é português, excepto numa ou outra peça e no nome, e que as operadoras, apesar dos débitos ante o Estado, ainda vão passar a credoras!

O BPN é um, digamos assim, gato escondido com rabo de fora!

LopesCa disse...

Fotografias lindas adorei