domingo, outubro 19, 2008

ONDE FICA A VERGONHA?

O discurso oficial tem sido de tonalidade rosada, tentando convencer-nos que o défice está controlado, a economia nacional está robusta, as instituições financeiras respiram saúde e em 2009 vamos crescer pouco, mas mesmo assim acima do crescimento de grande parte dos nossos parceiros europeus.

Da propaganda à realidade vai uma longa distância e, de vez em quando, lá descemos à realidade quando somos confrontados com estudos de organizações internacionais como o mais recente da OIT onde, preto no branco se diz que “Portugal é o país desenvolvido (?) onde, nos últimos 20 anos, mais cresceu o fosso entre os trabalhadores que ganham mais e os que ganham menos”.

As desigualdades sociais são um espelho fidedigno da qualidade da governação. Com políticas que se dizem socialistas ou social-democratas, os resultados são francamente maus, e deviam fazer meditar os nossos políticos e eleitores.

Os sinais são ainda mais negros, a crer nas últimas notícias, se for avante a “suavização de coimas fiscais” sobre a apropriação ilícita de impostos, que o executivo deverá propor brevemente no Parlamento. A acontecer, isto será um perdão de multas fiscais e um incentivo óbvio à infracção. A apropriação ou retenção abusiva de descontos dos trabalhadores deixa de crime de abuso de confiança até 7500 euros.

Tinha-me proposto concluir com a minha opinião, mas os adjectivos que me vieram à mente não são publicáveis aqui neste espaço, pelo que deixo as conclusões para os leitores.



««« - »»»
Fotos Coloridas
LIA-sun

Cherepahin

««« - »»»
Humor - A minha Escolha
Orçamento do Estado por Henrique Monteiro
O regresso de Al Capone Por Henrique Monteiro

7 comentários:

Anónimo disse...

Vergonha? Essa já eles perderam há muito. Nem com lentes rosadas consigo ver melhoras nesta piolheira.
Bjos da Silvia, ao som da música

joshua disse...

Fantásticos cartoons. Triste realidade concreta.

Abraço, Guardião!

Jorge P.G disse...

Conclusões fáceis, para mim.

Este país é um circo!!

Bom domingo

Cumps

SILÊNCIO CULPADO disse...

Guardião

Esta é o cúmulo.

"A apropriação ou retenção abusiva de descontos dos trabalhadores deixa de crime de abuso de confiança até 7500 euros."

Acresce que são cada vez mais os trabalhadores que, tendo um trabalho e auferindo um salário, se encontram em situação de pobreza.

Abraço

Meg disse...

Caro Guardião,
Só me apraz um ditado..."quem não vos conhecer que vos compre".
Boa semana e um abraço

Tiago R Cardoso disse...

o paraíso desceu agora a Aveiro, coitada da cidade...

Anónimo disse...

Desigualdades? Onde?
É que acabei de colocar as lentes rosas e vejo-me no paraíso.
Vergonha é um defeito que apenas os fracos entendem.
Só com algum cinismo é que se aguenta.
Lol

AnarKa