quinta-feira, outubro 16, 2008

CURTINHAS

Orçamento 2009/I – Os aumentos propostos pelo governo para a função pública, de mais 2,9%, suscitaram desde já dois comentários que em breve estarão no centro de algumas discussões. O primeiro prende-se com o aumento propriamente dito, com os funcionários a perguntarem onde se encaixa o desconto para o fundo de desemprego de que agora não se fala. O segundo vai para a reacção do patronato, que não abriu a boca desde 2000, altura em que os aumentos na função pública começaram a ser sistematicamente inferiores à inflação. Talvez seja útil fazerem bem as contas, porque nas minhas o aumento líquido fica abaixo do valor da inflação.

Orçamento 2009/II – A pedido de alguns amigos ligados ao Património, dei uma rápida vista de olhos ao Orçamento destinado à Cultura e, sem surpresa, vi que foi o que levou o maior corte por parte do executivo. A Cultura parece não ser prioritária para este governo, que manifestamente se esqueceu das suas promessas eleitorais, mas também há um ministro que foi nomeado, tudo o indica, para “enterrar” definitivamente o sector. Não há quadros de pessoal, logo não há admissão de novos vigilantes para os museus e portanto a vergonha dos encerramentos continua. Claro que existem os contratos tarefa, nome que pretende ocultar os falsos recibos verdes, mas atenção, porque os recibos verdes agora têm consequências que podem implicar o afastamento dos responsáveis pelos serviços, e para isso basta que se comprove que desempenham funções subordinadas e estejam a satisfazer necessidades dos serviços.


««« - »»»
Fotografias Outonais
Olav Næss

Oddemann

««« - »»»
Humor Russo

10 comentários:

Ludo Rex disse...

Como sempre a Cultura é a que mais sofre com os OEs, e como este é a continuação do anterior, igual ou pior fica... A Cultura faz pensar... Por isso prguntam eles: Cultura para quê? Se é mais fácil governar quem não pensa e não age....
Outros como nós, estaremos atentos e sem vacilar!
Abraço

MARIA disse...

Olá meu amigo, é mal geral o não acertar nas contas e nem as contas ...

Um abraço muito amigo

Maria

C Valente disse...

Este OE, parece-me mais um mainifesto eleitoral, é só fumaça
Saudações amigas

Anónimo disse...

Deu para perceber que andam a vigiar-te, e que tu vais pacientemente apagando as entradas. Começas a incomodar alguém que agora se «chama» excavator, podia ser mais original o porco.
Lol

AnarKa

Susete Evaristo disse...

Acho que (ouvi por alto pois ainda não li o orçamento) mas constou-me que há um outro aumento de que pouco se fala (como sempre) 2,5% no IRS!!!!!!!!!!!!!
Fazendo as contas para onde vai o aumento de 2,9% nos vencimentos tendo ainda em conta o inicio do desconto para o desemprego?!

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Amigo, não há dúvida eles fazem, eles desfazem e nós não vemos nada digno de registo!...
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Tiago R Cardoso disse...

nos assuntos mais "populistas" Sócrates abriu os cordões à bolsa, no entanto tirou de outros sectores.

Um orçamento eleitoral de 2009...

Meg disse...

Caro Guardião,
Curtinhas???? Sobre o Orçamento?
Desculpa mas não estou de acordo.
Isto tem muito que se lhe diga, é só ouvi-los! Toda a gente "grada" a falar só me fazem desconfiar.
A campanha já começou?

Um abraço

Violeta disse...

realmente pensando no orçamento, o melhor é admirar as figuras...

Pata Negra disse...

Curtas mas boas.
Um abraço desorçamentado