quinta-feira, julho 24, 2008

ÊXITOS E EMBUSTES

O primeiro-ministro, para consumo interno do seu partido, resolveu auto-elogiar o governo a que preside considerando um êxito o Código do Trabalho, e classificou de embustes os ataques à precariedade e aos recibos verdes.

Ninguém esperaria que José Sócrates viesse a público criticar as medidas do seu executivo, mas mesmo de «coração e espírito abertos», é impossível deixar passar em claro a acusação de «embustes», com que classificou quem tem opinião diferente da sua.

Segundo ouvi de fonte segura, o pessoal contratado recentemente pelos museus para vigilância, está recibos verdes por um período de quatro meses, o que podendo não ser um embuste, que eu não gosto da palavra, é pelo menos uma habilidade para contornar a lei, já que eles têm horários a cumprir e estão sob dependência hierárquica como é óbvio.

Do êxito do Código do Trabalho ao embuste proclamado pela palavras de Sócrates, todos podemos ter opinião num Estado democrático, sem ter-mos de nos sujeitar aos epítetos que roçam o insulto de alguém que não gosta de ser contestado, ainda que seja o primeiro-ministro de Portugal. Há limites para o vocabulário, e penso que a confirmar-se o caso do pessoal dos museus, as afirmações de José Sócrates foram muito infelizes.



««« - »»»
Fotos - Os Cisnes
jedzer

yossarian01

««« - »»»
Humor do Brasil
Biratan
Biratan

7 comentários:

sol poente disse...

Ah Guardião
De retórica está Portugal cheio de obra é que não. Abraço

Anónimo disse...

Recibos verdes nos museus? E achas mesmo que o Socas não sabe? Há-os em mais ministérios e isso não o preocupa, o que é preciso é gritar mais alto, distrair a plebe, enganar o povinho.
Onde estão os embusteiros? Onde?
Lol

AnarKa

Anónimo disse...

Esse senhor estasse nas tintas para quem trabalha e está é mesmo ao lado do patronato. É uma vergonha que seja o próprio estado a dar maus exemplos.
Bjos da Sílvia

Marreta disse...

Se fossem só as declarações infelizes, bem estariamos nós!
Pior do que isso é a total infelicidade das políticas socias e de emprego deste governo. Os Recibos Verdes são o maior cancro do sistema laboral actual e uma das grandes chagas sociais que se manifestam em precaridade, subdesenvolvimento e pobreza.
Saudações do Marreta.

Tiago R Cardoso disse...

Também se não for ele a elogiar o governo, quem é que o irá fazer ?

Savonarola disse...

O que o Sócrates anda a fazer à esquerda que resiste firmemente é uma política de criar o descrédito. Nem é sequer novidade esta forma de agir do PS, na medida em que lhe permite cativar eleitorado, na altura própria. Só que o tiro lhe saiu pela culatra, uma vez que essa mesma esquerda lhe respondeu à letra.
Parece ser fácil, afinal, desmontar os embustes do Sócrates.

Um abraço anarquista

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá meu querido Amigo, se fosse só declarações sem nexo, mas infelizmente estamos muito mal... Bom fim de semana... Beijinhos de carinho,
Fernandinha