terça-feira, junho 17, 2008

INFLAÇÃO E EFEITOS DA ROSA

O Eurostat divulgou a taxa de inflação da Zona Euro que subiu para o valor recorde de 3,7%. As notícias não são boas para ninguém, e o grau de insatisfação dos europeus tem vindo a aumentar, forçando alguns governos a aumentar os salários e os ordenados mínimos, como aconteceu na França.

No conjunto da União Europeia o panorama ainda se agrava pois aí a inflação sobe para os 3,9%. Segundo o Eurostat, os produtos alimentares, os transportes e a habitação, foram os sectores que mais contribuíram para a subida da inflação.

Portugal, talvez por efeito da rosa, seja lá o que isso for, é o segundo país de toda a União Europeia, com a menor inflação, com uns míseros 2,8%, tendo sido batido apenas pela Holanda, com 2,1%.

Isto pode-vos parecer a história da carochinha, porque quase todos sentem na carteira um forte abalo, e sabem bem o peso que a alimentação, a habitação e os transportes têm nos orçamentos familiares, mas o Instituto Nacional de Estatística (INE) fornece estes dados que o Eurostat divulga. Quem somos nós para duvidar?

Eu já sabia que os portugueses tinham alguma aversão ao estudo da matemática, onde não somos particularmente brilhantes, mas ainda não tinha pensado na hipótese de haver algum supermercado exclusivo para os senhores do INE, ou bombas de gasolina e bancos com tarifas e taxas de juro especiais para eles, porque para mim os preços aumentaram muito mais do que para eles, talvez porque eu não sofro do efeito da rosa, o tal que deturpa a realidade neste jardim à beira-mar plantado.

««« - »»»
Fotos com Vermelho
Damavand Mountain by farhadvm
Red Fields by *edgueinart
««« - »»»
Humor Nacional
O Raçudo por Henrique Monteiro

O dia da raça por Henrique Monteiro

9 comentários:

Anónimo disse...

Maus de matemáticas, e aldrabões a tempo inteiro. Não têm cura, e só saiem de lá empurrados.
Lol

AnarKa

Anónimo disse...

Ainda bem que não traduziste a letra da música, para não ferir susceptibilidades...
Bjos da Sílvia

adrianeites disse...

eu acho que a estatistica nacional anda um pouco baralhada...

boa semana

Cláudia Ribeiro disse...

Não era caso para desesperar. Longe disso. A verdade é que o exame foi muito mal conseguido. Não sei se já teve oportunidade de ver o exame mas a gramática era totalmente ambígua. Para quem passa imenso tempo a redigir o exame.. Enfim.
E Lusíadas..é como eu digo. No meu exame nacional de 9º ano também sairam Lusiadas e a expressão escrita foi parecida com a pergunta B deste exame. Sem ideias Ministério?
Não sei mas.. Lusíadas não é conteúdo estruturante de 12º ano.

Odysseus disse...

Como dizia um conhecido meu: Só não aumenta: o meu sálário, a minha sorte na vida e o meu pénis, de resto...

Tudo que é mau aumenta, acho que nos querem empobrecer facilmente.

Tiago R Cardoso disse...

Fico feliz em saber que por cá se faz boas contas, o INE mostra como somos bons, gostava é de saber como são feitos tão brilhantes contas.

São disse...

Gostei do post.
Boa noite.

tulipa disse...

Olá Amigo

Vi cá por vários motivos:
1º - convido-te a vir espreitar uma associação desconhecida de muita gente e tantos lugares que merecem ser visitados , não só pela sua beleza, mas também pela preocupação em preservar o ambiente.
2º - dar-te os Parabéns, pela tua escrita, sempre perfeita e agradável.
3º - queres dar um passeio aos glaciares nas tuas férias de Verão?
Vem aos meus Momentos Perfeitos e vê, ficas com uma ideia...

Deixo-te um abraço com saudades.

Pata Negra disse...

Pois, eu nunca percebi muito bem o pacote com que calculam a inflação. Mais, nem sequer percebo muito bem o que é essa coisa da inflação: será que o facto do pessoal andar completamente teso e não ter dinheiro para gastar pode determinar uma inflação baixa?
Eu percebo mais é de pacotes e os pacotes deles estão mesmo a precisar de serem rasgados!
Custa suportar os números, os gráficos e as percentagens quando se pede apenas o pão nosso de cada dia!
Um abraço com inflação ao Guardião