quinta-feira, abril 03, 2008

QUASE DE VOLTA

Penso voltar amanhã a Portugal, depois de terminada a minha missão por estas bandas, e hoje à tarde consegui cumprir a promessa feita ao meu sócio, que consistia em visitar uma exposição no Museu do Prado e adquirir o catálogo da mesma.

Comecei por admirar a ampliação deste museu, que alia a beleza à funcionalidade, com soluções bastante simples mas flexíveis e eficazes. Claro que é por deformação profissional que reparei nos detalhes, mas é disto que eu gosto e que em Portugal é minimizado – antecipar o futuro preparando os espaços para a tecnologia e para diferentes usos e situações.

Vi uma exposição de trabalhos do século XIX que pelo que percebi esteve inacessível durante muito tempo ao público, e que foram alvo de uma campanha de restauro, culminando nesta exposição de obras maiores. Os trabalhos vão desde os últimos 25 anos de Goya até ao princípio da era Picasso.

Vi mais de uma centena de obras de arte de artistas espanhóis do século XIX, de Goya a Sorolla, pintor que devo dizer, desconhecia completamente. Vale a pena visitar esta exposição, e não façam como eu, venham com tempo para apreciar tudo, que o museu tem muito mais para ver.

La marquesa de Santa Cruz de Francisco de Goya y Lucientes (em exposição)
Chicos en la playa de Joaquín Sorolla y Bastida (não exposto)

««« - »»»

Humor Nacional

««« - »»»

Humor Internacional

Bozorgmehr Hosseinpour

9 comentários:

Bruno Taveira disse...

Boas Guardião, estou a ver que é só boa vida...lolololol
Museu do Prado? Excelente...também já ai estive...
Abraço e um bom regresso a este país em decadência

Brutoon

Belzebu disse...

Tenho que reconhecer que não ter visitado o Museu do Prado, é uma lacuna da qual não não me posso orgulhar! Por vezes descuramos tudo aquilo que nos está mais próximo, mas comprometo-me aqui publicamente a rever isso rapidamente!


Aquele abraço infernal!

Paulo Vilmar disse...

Guardião!
Também desconhecia por completo a Sorolla, mas já fui buscar algumas coisas e gostei...
Bela visita...
Abraços

Laurentina disse...

Ai José foste tomar banho!!!
Que bom...eu adoro ir a Madrid, todos os anos vou também tomar um banhito(de coltura claro)ele é Prado ele é Rainha Sofia, ele é o do Barão enfim nunca estou cansada de ver e rever os museus e outros eventos que decorram na altura.
No prato da balança nunca sei qual eleja se Madrid se Barcelona,duas cidades espetaculares e que adoro. Tenho altas discussões com as minhas filhas porque detestam Madrid em detrimento de Barcelona, só que ultimamente Bilbau também entrou na corrida eheheheheh.
Pois então fica muito sensibilizada por estares fora em ferias e me teres vindo visitar, isto é que é amizade da Boa.
Então bom regresso aqui ás profundezas das habilidades maquiavélicas e um
Beijão grande

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido amigo José, lindo o Museu do Prado... Qualquer dia volto...

Um botão está a surgir...
Vai formar-se uma flor,
será perfeito ao abrir, será frágil como o amor ?

Votos de bom fim de semana...
Beijinhos de muito carinho,
Fernandinha

Maria disse...

Balé balé! tá explicada a sua ausência...Bom resto de estadia e até à vuelta ,-)

Abraços espanholitos

Maria disse...

Olá Guardião,
Pelo Prado, que coisa boa.
Fico feliz por si.
Beijinhos.
Bom regresso.
Maria

Maria Faia disse...

Estimado Amigo Guardião,

Já não visito o Museu do Prado há cerca de sete anos. Quantas novidades haverá por lá...
Mas, agora que arranjei um tempinho para mim mesma, acho que você acabou por me deixar uma boa dica...

Um abraço amigo,

Maria Faia

ANTONIO DELGADO disse...

Recentemente estive em Madrid e no Prado onde me desloquei para ver para ver essa colecção dos fundos do Prado e agora expostos para o grande publico. A pintura do séc. XIX espanhola é soberba e Sorolla é um génio. Infelizmente é um pintor muito pouco ou nada conhecido em Portugal. A obra que o amigo expõe é duma luminosidade que fere a vista. Em Madrid tem ainda o Museu deste pintor Valenciano que recomendo sériamente.

Um abraço
António Delgado