terça-feira, janeiro 15, 2008

SERVIR, OU SERVIR-SE?

A política é uma actividade nobre quando quem a protagoniza é igualmente nobre. Por nobreza entenda-se sério e desinteressado no que concerne a interesses que não sejam estritamente os interesses públicos.
É comum ouvir-se dizer que na política não se enriquece, e que os salários até são muito baixos. Devo dizer que não conheço ninguém que tenha estado na política que não esteja bem na vida, nem um só, e quanto aos salários que estão estabelecidos para o serviço público, que é o que se espera dos políticos, devo dizer que estão bem enquadrados com os dos restantes funcionários públicos, abstraindo-me de tecer comentários sobre outras situações que estando na esfera pública não são consideradas como funcionalismo público, já que essas são resultado de políticas difíceis de explicar, e que foram criadas precisamente pela classe politica.
Quem se oferece para funções políticas, sim porque para lá só se vai voluntariamente, sabe à partida qual o vencimento que está estipulado. Então porque é que muitos dizem que a ida para a política só lhes acarreta prejuízos?
Sinceramente não sei de que se queixam, mas gostava que os que já saíram da política activa, me dissessem muito honestamente, porque é que estão tão bem na vida.

««« - »»»
Fotografias do Inverno
Михаил Плотников

Михаил Плотников

««« - »»»

Humor Russo

Aleksei Kivokoyrtsev - Russia

Aleksei Kivokoyrtsev - Russia

5 comentários:

MARIA disse...

Ora , amigo Guardião, é daquelas coisas que nem às paredes se confessa ...
Que belíssimo Inverno o seu !
Um beijinho amigo
Maria

Joca disse...

Eles estão bem na vida por serem competentíssimos. O que é certo é que os que lhes sucederam nos cargos lhes lançam as culpas do que está mal hoje e os que virão depois dirão precisamente o mesmo destes. Devem ser todos muito bons para o sector privado depois de sairem da governação, onde pelos vistos, e nas palavras deles, foram e são muito maus.
Fui

quin[tarantino] disse...

Quantos e quantos andam por aí a dizer que perdem dinheiro na política. E é verdade. Sabem porquê? Porque aquilo é como um estágio para voos mais altos... na privada!

Tiago R. Cardoso disse...

Exactamente, eles andam lá só por amor à camisola, nós é que somos uns ingratos...

Pata Negra disse...

Dizemos sempre o mesmo, estamos todos de acordo. O que é certo é que eles recorrem repetidamente à sua legitimidade eleitoral e baboneiam-se como servidores e representantes do povo!
Não votem! Não votem que é isso que eles querem!