quinta-feira, dezembro 27, 2007

OUTROS RESULTADOS

José Sócrates brindou-nos com um discurso optimista e confiante onde refere que que está ultrapassada a crise orçamental dos últimos anos, mostrando-se confiante para enfrentar os desafios e incertezas da economia global.
O sentido geral do discurso estava dado, seguiram-se os números, encabeçados pelo do crescimento perto dos 2%, o emprego onde afirma ter criado 106 mil novos empregos, em termos líquidos, mais 17% de alunos no ensino superior e 360 mil adultos inscritos nas novas oportunidades.
Apesar de toda a boa vontade que nos caracteriza a todos nesta quadra festiva, dá vontade de dizer que o senhor 1º ministro canta bem, mas não nos alegra.
Talvez por causa dos meus óculos novos, a minha visão mostra-me uma outra realidade, em que o crescimento do meu salário não acompanhou os valores do crescimento da economia nacional e nem sequer a inflação real, pelo que de há sete anos a esta parte estou a perder constantemente poder de compra. Também nos números da criação de emprego, José Sócrates não criou nem um sequer, pelo contrário extinguiu alguns na Função Pública, e o número de 106 mil “empregos líquidos” é uma balela, pois nem com os dados do INE isso confere, porque a taxa de desemprego não baixou dos números que eram conhecidos quando tomou posse, pelo contrário aumentou.
Falar do êxitos na educação também não me convence, porque continuamos a formar jovens para o desemprego por manifesta falta de planeamento, e continuamos a ter um défice enorme nos cursos profissionais que não formam gente em quantidade suficiente, e qualidade refira-se, para as necessidades reais do país.
Falou ainda José Sócrates em “promover políticas sociais” e referiu-se em particular aos idosos, e também aqui eu vejo algo de diferente, pois são inúmeros os idosos que vivem em péssimas condições económicas e não só, e que quando recorrem a lares, particularmente nos grandes centros urbanos, os seus rendimentos não são suficientes para a maioria das mensalidades cobradas.
Não sei se a minha visão decorre da cor das lentes, que garanto não são rosadas, ou se as do senhor 1º ministro são tão optimistas pela simples razão de não saber o que se passa no mundo real que eu frequento.
»»» - «««


Aguarelas


Reflections by p-e-a-k

More Reflections by p-e-a-k

««« - »»»

Humor Russo


7 comentários:

Pata Negra disse...

Este já não é o verdadeiro Sócrates, o verdadeiro teria dito
106583 empregos para dar mais credibilidade aos dados. Mas para dar mesmo crediblidade ele deveria ter enumerado os nomes dessas pessoas que lhe devem o emprego, os nomes e, já agora, o partido em que são filiados!

AnarKa disse...

As estatísticas também deviam reflectir os números de empregos extintos sem ser necessário recorrer à extrapolação, e aí O Socas ficava decerto mal na imagem.
Ainda há patos que vão na tanga? Eu sei lá, há parvos para tudo.
Lol

quintarantino disse...

Por causa do raio do discurso já meti o GPS a carregar (ele que, coitadinho, estava tão bem arrumadinho), pois sempre quero descobrir o caminho para tão excelso país de que Sócrates nos falou!

Tiago R Cardoso disse...

Tratou-se de um pintor que durante aquele momento nos pintou um quadro cheio de cores e alegria, o resultado é que foi um quadro fraquinho.

Zé Povinho disse...

Cada vez me convenço mais que o socialismo socrático tem qualquer coisa contra a matemática...
Abraço do Zé

C Valente disse...

Saudações amigas com votos de
Bom Ano Novo

Maria disse...

Abraço ;-)

Bons Cartoons e imagens :-)