terça-feira, dezembro 18, 2007

O NOSSO BAIXO PODER DE COMPRA

Enquanto o nosso ministro da Economia, Manuel Pinho, se vangloria das previsões da OCDE quanto ao PIB português para 2008, os portugueses rapam as carteiras à procura dos trocados, porque sobra cada vez mais mês no final de cada ordenado.
Claro que um político de grande gabarito (?) se preocupa mais com a macroeconomia, do que com uns meros detalhes que afectam apenas a maioria dos cidadãos. Ele dialoga com a nata da sociedade, os políticos, os grandes empresários e banqueiros, como é que pode saber do resto?
Conhece-se a aversão do senhor ministro pelos dados do Eurostat, mas eles existem e são certamente do seu conhecimento, e da sua leitura conclui-se que os portugueses têm menos 25% de poder de compra do que a média europeia. Mas como um dado isolado é capaz de não dizer nada a este governante, também há mais dados que dizem claramente que Portugal voltou a perder terreno em relação à União Europeia, no seu todo, e que já estamos atrás de países como Malta, República Checa, Eslovénia e Chipre. Talvez seja conveniente recordar a Manuel Pinho, que estamos colocados em 19º lugar, e que dos 15 Estados da antiga União Europeia não há nenhum atrás de nós, e que mesmo a Grécia, que apresenta um valor inferior à média europeia, está uns quantos degraus à nossa frente.
Para o senhor ministro, e já agora para uns quantos empresários da nossa terra, que andam preocupados com a subida do salário mínimo, fica a informação preciosa, de que o Luxemburgo é o Estado membro onde os cidadãos têm maior poder de compra, quase duas vezes mais do que a média da União Europeia, apesar de ter uma elevada percentagem de trabalhadores portugueses.
««« - »»»


Fotografia


veter67

Валерия Шестопалова

»»» - «««

Humor e Política

COLOR CLIMATE SUMMIT BALI BEACH ENVIRONMENT by TOM

COLOR GORDON BROWN STEP EU TREATY BRITAIN by BERTRAMS

Bali Climate Coference by Pat Bagley

7 comentários:

AnarKa disse...

A imagem do papagaio ilustra perfeitamente a verve do Pinho.
Lol

Tiago R Cardoso disse...

é normal este governo, como outros o fizeram só verem os números que lhes interessam..

quintarantino disse...

O Pinho nem macro,nem micro... o Pinho, nada!

papagueno disse...

Não nos podemos queixar, vamos ter mais 75 cêntimos por dia de aumento no salário mínimo. Como diz o ministro, somos bem competitivos com a China em termos de salário.
Um abraço

Joca disse...

Não há maior cego que o que não quer ver. O Pinho não vê, não sabe e só mete a pata na poça. Ainda temos quem esteja atrás de nós? Será por pouco tempo, com a maltinha que nos governa...
Fui

Meg disse...

Meu caro Guardião,

Mas ainda alguém ouve esse senhor?
A realidade é uma, o que eles pensam é outra coisa.
Governo e empresários, mas que grande negócio!
Alguém sabe onde é que pára o socalismo?
E não digo mais nada.

Um abraço

PS: Como finalmente consegui recuperar o blogue, lá terás de mudar o link para o endereço anterior... o original.
http://arecalcitrante.blogspot.com

Obrigada

BruToon disse...

Boas Caro Guardião...o que vale é os cartões de crédito, assim sim temos poder de compra...
Abraço Guardião