segunda-feira, novembro 26, 2007

MARCELO PROGRESSISTA

Já não sou um “cliente” habitual do espaço ocupado na RTP pelo professor Marcelo Rebelo de Sousa, mas como passa à hora do jantar acaba por ser quase incontornável. No domingo passado o comentador veio dizer que compreende o descontentamento dos funcionários públicos, embora discorde das razões apresentadas pelos sindicatos. Mas não ficou por aqui o senhor professor, porque acrescentou que o governo acabou por ficar com o fardo de ter posto todos os funcionários públicos com o credo na boca, e com medo de serem considerados excedentários, ainda que pouco tenha reformado de facto, e que portanto mais valia que o tivesse feito, porque os estragos já foram feitos na sua imagem. É inegável que a sua costela partidária falou mais alto do que a razão, e a isenção de que faz alguma gala, e também se ficou a saber que o senhor professor ou não se acha dispensável, ou então não precisa para nada do emprego público que ocupa.
O que mais me espantou, ou talvez não, neste seu comentário semanal, foi a atribuição do hipotético apoio de algum patronato à luta protagonizada pelos sindicatos, à desorientação do patronato em geral. Desengane-se professor Marcelo, porque os pequenos empresários já se deram conta de que estão à beira de também perderem os seus negócios e proventos.
Os trabalhadores deste país já foram tão espremidos como a azeitona num lagar, e o azeite (lucro), foi direitinho para o mercado (grandes empresas), restando apenas o bagaço sem grande valor económico, e portanto um subproduto destinado a adubar as terras.
A análise terminou com outro momento alto, quando a propósito da igreja portuguesa o comentador diz que o prelado não é de esquerda, como se afirma, mas sim cristão reformista, classificação em que gostaria certamente de ser incluído, fato que lhe assenta muito mal, e não me refiro obviamente às suas crenças e devoções.


««« - »»»
Antecipar o Natal

»»» - «««

Fotografias de Borboletas

Кораблик_2000

GALAKSI

««« - »»»

Humor Diferente

Gobble Wobble by ChadRocco

Now look what you did. by delya

6 comentários:

AnarKa disse...

Já bastava o título para me fazer rir, 'Marcelo progressista'. Estás a gozar com a malta, e ele também, a não ser que agora venha afirmar que o PSD está muito à esquerda do PS. Isto está uma grande confusão, mas parece que estes dois partidos lá se vão entendendo...
Lol

quintarantino disse...

O Marcello Rebelo de Souza (é assim que vem no papel timbrado em que o homem dá parecers) é um excelente comunicador e de raciocínio arguto e ágil. Pena é que, muitas vezes, se deixe enredar nas suas emoções e opções político-filosóficas.
E também é pena que se contente com um programa onde lhe colocam uma pessoa que se vai limitando a uns "hummm..." de vez em quando.

Sulista disse...

Tambem costumo ouvi-lo pq
pasaa ao jantar...o homem é um Comediante ;-)

Enfim....



Abraço de boa semana :-)

Tiago R Cardoso disse...

Já ouvi mas agora não, recuso-me a ver e ouvir que muito fala, depois é chamado a acção e não esta´disponível.

Zé Povinho disse...

Se os pareceres do douto professor forem consistentes com a leveza dos comentários, penso que ninguém os pode levar a sério. Progressista é que o Marcelo não é, por muito que isso lhe custe.
Abraço do Zé

C Valente disse...

o prof Marcelo de isento não tem nada, é contradições constantes, e muito ao sabor dos ventos
saudações amigas