segunda-feira, setembro 17, 2007

LIBERDADE E MEMÓRIA


««« - »»»

Homenagem

Adriano

Não era só a voz o som a oitava
que ele queria sempre mais acima
nem sequer a palavra que nos dava
restituída ao tom de cada rima.
*
Era a tristeza dentro da alegria
era um fundo de festa na amargura
e a quase insuportável nostalgia
que trazia por dentro da ternura.
*
O corpo grande e a alma de menino
trazia no olhar aquele assombro
de quem quer caber e não cabia.
*
Os pés fora do berço e do destino
alguém o viu partir de viola ao ombro
Era Outubro em Avintes. E chovia.
*
Manuel Alegre

»»» - «««
Fotografias - Boa Companhia
kor-vik

АЭР

««« - »»»

Humor dos States

Bob Englehart

John Cole

6 comentários:

adrianeites disse...

esse cão e esse gato a quererem provar o contrário hein...

belo poema do alegre!

cp's

adrianeites disse...

quem é esse Adriano?

Zé Povinho disse...

Caro Adrianeites
Hoje a homenagem é a outro Adriano, o Correia de Oliveira.
Abraço do Zé

Quint disse...

O Mickey Mouse deve ser mesmo o relógio usado para cronometrar as asneiras que se fazem sucessivamente na campanha iraquiana!

Tiago R Cardoso disse...

O homem não escreve mal, agora em relação ao resto...

A paginadora disse...

Olá Guardião.Belissímas palavras dedicadas ao nosso inesquecível Adriano. Muito boa companhia e cartoons notáveis.
Gostei muito.
Um abraço.