sexta-feira, abril 13, 2007

O DESPERDÍCIO DA CULTURA


A senhora ministra da Cultura, Isabel Pires de Lima, partiu hoje de Lisboa com destino a Riade, acompanhada de uma substancial comitiva, para inaugurar no domingo a exposição Paisagem Portuguesa Contemporânea. A visita de seis dias tem um programa ainda não conhecido e inclui contactos com responsáveis sauditas, o que talvez explique uma delegação paralela de sete empresários.
Enquanto decorre esta visita ministerial, continuamos a ter em Portugal diversos monumentos e palácios dependentes do IPPAR, por enquanto, com falta de pessoal e impedidos de contratar pessoal de vigilância por falta de verbas, segundo informação oficial. Talvez possa parecer estranho este caso, mas é absolutamente verdadeiro pois foi só o IPM que avançou com contratações a prazo para suprir a falta de pessoal, numa atitude em tudo diferente do IPPAR que não se queixou e não procedeu do mesmo modo.
A falta de pessoal por falta de verbas, contrasta com a visita da senhora ministra e respectiva comitiva, ainda que a convite do príncipe Faisal. Decerto não nos vai fazer crer que tudo corre à conta de outrem sem encargos para o ministério ou para o erário público. Será que Isabel Pires de Lima não sabe da falta de pessoal, ou será que esta visita é mais importante do que a segurança do Património?



********
Fotos

Magic Word by Fabrizio V

Velha Glória

********
Humor Realista

5 comentários:

Ana Santos disse...

E não é que a senhora fica melhor de Burka?
Boa tarde

rita disse...

Uma passeata até às arábias vem sempre a calhar para quem só papa festinhas com croquetes. Os vícios é que ... só à porta fechada.

Zé Povinho disse...

Gostei dessa da delegação paralela de sete empresários. Também foram convidados? Por quem?
Abraço

Joca disse...

O ministério da Cultura está cheio de bago, vejam só que os monumentos vão estar de portas abertas gratuitamente no próximo dia 18 todo o dia para comemorar o dia dos monumentos.
Será que os portugueses vão ser autorizados a faltar ao serviço nesse dia para poderem aproveitar, ou é só para estrangeiro?
Fogo nela!

Sílvia disse...

O dinheiro é que faz o mundo girar, este é o Cabaret da vida.
Bjos